Nordeste

App de lavagem automotiva, Lavô, tem forte procura após ameaça de funcionamento do Uber


Após a aprovação pela Câmara Federal da emenda de lei que pode impedir o funcionamento de aplicativos de transporte de passageiros como o Uber, na noite da última terça-feira (4), o diretor nacional da Lavô, Ricardo Pereira, registrou em menos de dez horas 4 mil novos cadastros no sistema da plataforma que permite que o usuário solicite de onde estiver, pelo smartphone, uma lavagem automotiva a seco.

Para o executivo, o movimento demonstra uma preocupação dos motoristas em perder sua fonte de renda, já buscando novas alternativas. Com a demanda, a empresa planeja a abertura de oito novos escritórios distribuidores no país (Brasília, Vitória, Natal, Recife, João Pessoa, Rio de Janeiro, Fortaleza e São Paulo) e a abertura de mais de 10 mil vagas.

A Lavô, que já está atuando em Natal, investiu R$ 200 mil para a operação na capital potiguar, Recife e João Pessoa.

Aqui em Natal o app tem capacidade para cadastrar até 1,5 mil “lavôrs”, como são chamados os lavadores, que podem ter renda de até R$ 6 mil com o serviços que variam entre R$ 30 e R$ 145.

Em fevereiro, inflação no Nordeste é a menor desde 2009


A inflação no Nordeste registrou, em fevereiro, crescimento de 0,41% em relação ao primeiro mês do ano, quando a taxa foi de 0,55%. Mesmo acima da média nacional (0,33%), o índice é considerado o menor para o mês de fevereiro desde 2009, ano de início da série histórica produzida pelo na Escritório de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene) para a Região, a partir de dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Apesar do alívio no processo inflacionário registrado na Região em fevereiro, Fortaleza permanece como a maior inflação do Brasil (+6,92%), se considerados os últimos 12 meses. O resultado é influenciado, principalmente, pelo aumento nos valores dos grupos de alimentos e bebidas, saúde e cuidados pessoais. Em janeiro, a capital cearense já havia sido considerada a de maior patamar inflacionário do país, graças à elevação nos preços de despesas pessoais (+1,99%) e transportes (+1,06%).

 

 

Sertão da PB deverá ter água da transposição até dezembro deste ano


Do Portal Correio – As águas do São Francisco devem chegar ao Rio Piranhas, no Sertão paraibano, até dezembro deste ano, conforme previsão do Ministério da Integração Nacional. Em nota ao Portal Correio, o órgão informou que as obras do Eixo Norte, que vão beneficiar a população sertaneja, estão 94,52% concluídas.

Conforme o Projeto de Integração do Rio São Francisco, na Paraíba as águas vão passar pelos municípios de Monte Horebe, São José de Piranhas, Cachoeira dos Índios, Cajazeiras, Bom Jesus, Santa Helena, Triunfo, Poço de José de Moura e Uiraúna.

No Eixo Norte, a captação do rio acontece em Cabrobó, em Pernambuco, e a estrutura física passa por outros 11 municípios dos estados de Pernambuco, Ceará e Paraíba. A partir da chegada ao Rio Piranhas, as águas seguirão naturalmente até o reservatório Armando Ribeiro Gonçalves, no Rio Grande do Norte.

 

Acusada de matar adolescente no Nazaré Folia é capturada em Pernambuco


Um soldado da Polícia Militar de Pernambuco prendeu nesta sexta-feira (17) a mulher acusada de ter assassinado uma jovem de 15 anos durante o Nazaré Folia – no bairro Nossa Senhora de Nazaré, zona Oeste de Natal.

Joyce Soares, de 19 anos, desferiu um golpe de faca contra Maria Raquel Silva de Almeida, de 15 anos, matando a adolescente ainda no local. Após investigação da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), foi expedido um mandado de prisão preventiva contra a acusada.

Desde então, Joyce era procurada pela Polícia Civil do Rio Grande do Norte, quando foi reconhecida por um policial militar, que a identificou foragida graças a uma reportagem exibida em rede nacional pela TV Record.

Desafiando o Império, há 200 anos Pernambuco criava primeira República do Brasil


Há 200 anos, quando o Império português era sediado no Brasil e cerca de 15 mil membros da Corte Real se instalaram no Rio de Janeiro, o país teve a experiência de uma República por 75 dias: Pernambuco. Desafiando o controle de Portugal e buscando apoio estrangeiro para o reconhecimento do novo Estado, a revolução pernambucana foi deflagrada em 6 de março de 1817, inaugurando uma nova ordem em que ideais republicanos se misturavam a interesses conservadores das elites da região.

Na época, o território brasileiro ainda era dividido em capitanias. A de Pernambuco incluía a comarca de Alagoas e toda a margem esquerda do Rio do São Francisco, até Minas Gerais, território hoje baiano. No Rio de Janeiro, transformada em capital do país, estava a família real, que fugiu das tropas francesas em 1808.

MPF libera entrega da Transposição


A chegada das águas do Projeto São Francisco ao estado paraibano foi a pauta de uma reunião, na cidade de Monteiro, entre equipes do Ministério da Integração Nacional e os ministérios Público Federal, estadual e do Trabalho da Paraíba.

Gestores e técnicos discutiram aspectos sobre a segurança das obras, a gestão e a qualidade da água que será entregue à população do estado. Os representantes das instituições, como o procurador geral da justiça da Paraíba, Bertrand Asfora, consideraram satisfatórios os esclarecimentos prestados sobre a obra.

“As dúvidas que o Ministério Público Federal tinha em relação à chegada das águas foram efetivamente todas esclarecidas por todos os órgãos, agora não há nenhum empecilho, nenhum barramento jurídico que possa inviabilizar a chegada das águas em Monteiro.”

Recife registra em 12 horas o previsto para 10 dias de chuvas


Segundo informações da Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC), o volume de 80mm de chuvas no Recife, ocorridas nas últimas 12 horas, representa o previsto para 10 dias de chuvas, de acordo com o histórico do mês de março. A agência afirmou ainda que o maior volume aconteceu entre as 4 e as 8h da manhã, coincidindo com o período de maré alta, que chegou ao pico de 2 metros as 8h.

De acordo com a Prefeitura do Recife, equipes da Defesa Civil, Autarquia de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb), além da utarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), estão nas ruas desde o início das precipitações para tentar minimizar os efeitos e atender a população.

Durante a manhã, algumas das principais vias da cidade acumularam um trânsito intenso causado, principalmente, por pontos de alagamento. A Prefeitura informa, porém, que a partir das 10h da manhã a situação começou a ser normalizada, a exemplo da avenida Governador Agamenon Magalhães e avenida Conde da Boa Vista.

Vazamento de barragem da transposição do São Francisco é contido


Cerca de 60 famílias de 10 comunidades foram retiradas de casa e abrigadas em alojamentos. Foto: Sertânia

O vazamento na Barragem Barreiro, no município de Sertânia, foi contido durante a madrugada deste sábado. A estrutura fica localizada entre as estações de bombeamento 5 e 6 do Eixo Leste do Projeto de Intervenção do São Francisco. Segundo o Ministério de Integração Nacional, as causas do vazamento ainda não foram identificadas. Técnicos da obra continuam monitorando o reservatório.

A Barragem Barreiro é um dos quatro reservatórios do Projeto São Francisco que chega à cidade de Sertânia e apresentou vazamento uma semana após a sua inauguração. Cerca de 60 famílias de 10 comunidades foram retiradas de casa e abrigadas em um ginásio, uma escola municipal, um salão paroquial e o canteiro de obras do Projeto São Francisco na comunidade Rio da Barra. As famílias receberam kits de ajuda emergêncial, contendo colchonetes, material de higiene pessoal e mantimentos.

Segundo o Ministério de Integração Nacional, durante todo o dia de ontem a empresa responsável pelo projeto trabalhou em obras emergenciais e mitigatórias para conter o vazamento. Parte do pavimento da Rodovia Maximiniano Campos cedeu após ser atingido pela água da barragem e a via permanece interditada. As rodovias PE-275, PE-320, PE-280 também foram atingidas pela água.

De acordo com a rádio local, o vazamento tem aproximadamente três metros de diâmetro e o reservatório já está com menos da metade da sua capacidade total.

As obras do reservatório Barreiro foram iniciadas em março de 2014 e finalizadas em setembro de 2015. A Barragem começou a receber água na semana passada, dia 25 de fevereiro, e seu enchimento durou dois dias. Sua capacidade é de 2,6 milhões de metros cúbicos de água, com 1,91 quiômetros de comprimento, 0,97 quilômetros de largura e 14,39 metros de profundidade.

Transposição

O projeto de intervenção do São Francisco é a maior obra de infraestrutura hídrica do país. A estrutura é composta por dois eixos: norte, com 260 km, e leste, com 217 km e prevê levar água para 12 milhões de pessoas em 390 municípios dos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte, além das 294 comunidades rurais às margens dos canais. O projeto abastecerá adutoras e ramais que irão perenizar rios e açudes para abastecer as cidades.

Eixo Norte da transposição deve ser concluída no segundo semestre deste ano


Com 94,52% de execução, o Eixo Norte está previsto para ser concluído no segundo semestre deste ano, após finalização de serviços necessários à passagem da água do rio. A expectativa é atender o reservatório Jati (CE) em agosto e a Região Metropolitana de Fortaleza em setembro de 2017. As etapas 2N e 3N desse Eixo estão em ritmo final de construção.

Ministro garante que faltam apenas 4% para conclusão das obras do Projeto São Francisco


Após sobrevoar e vistoriar trechos do Eixo Leste do Projeto de Integração do Rio São Francisco, o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, assegurou que faltam apenas 4% de execução física das estruturas para a conclusão das obras necessárias à passagem da água no maior empreendimento hídrico do País. “A água chegará ao estado da Paraíba até o início de março. Nós conseguimos em dez meses estabelecer um prazo e estamos cumprindo. Estamos com 96% de conclusão, falta muito pouco”, destacou.

Águas do São Francisco avançam até a 4ª estação de bombeamento em Pernambuco


Do Paraíba Online – Neste final de semana, o ‘Velho Chico’ chegou à quarta estação de bombeamento (EBV-4) do Eixo Leste, na cidade de Custódia (PE), completando um percurso de 96,5 quilômetros deste trecho. De lá, seguirá por gravidade até a quinta elevatória (EBV-5), localizada em Sertânia (PE). A expectativa do Ministério da Integração Nacional é atender Monteiro (PB) no próximo mês de março.

Desde o último dia 30, a água avançou por mais de 60 quilômetros entre a terceira (EBV-3) e a quarta estação de bombeamento (EBV-4) do eixo, passando por três reservatórios Salgueiro, Muquém e Cacimba Nova) e um aqueduto (Jacaré). A EBV-3 foi acionada pelo presidente da República, Michel Temer, e pelo ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, em Floresta (PE). Prioridade do Governo Federal, a maior obra de infraestrutura hídrica do país, quando totalmente concluída, vai atender mais de 12 milhões de pessoas em 390 municípios nos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Banco do Nordeste apoia projetos esportivos com crianças do Ceará, Piauí e Minas Gerais


Um projeto de futsal a ser implementado no Ceará, um de atletismo no Piauí e outro que incentiva diversas modalidades esportivas em Minas Gerais. Em comum entre eles, a inclusão social de crianças e adolescentes de baixa renda e o apoio do Banco do Nordeste, que destinou o montante de R$ 923 mil às três iniciativas, por meio da Lei de Incentivo ao Esporte (nº 11.438/06).

Os projetos são aprovados pelo Ministério do Esporte para captação de recursos. O Banco do Nordeste selecionou iniciativas de caráter social inclusivo nas modalidades de educação e participação. São considerados critérios como a relevância social para a localidade, o tempo de permanência das crianças e adolescentes no projeto e a quantidade de beneficiários.

Regional Nordeste 3 da CNBB denuncia situação dos presídios na Bahia


Em uma iniciativa histórica, a Pastoral Carcerária do regional Nordeste 3 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), entregou na semana passada uma carta aberta ao governador do estado da Bahia. Nela, o regional denuncia a existência de problemas no sistema prisional baiano e solicita ações imediatas para evitar que ocorra, na Bahia, as mesmas rebeliões que tem ocorrido em outros estados do Brasil.

O documento foi entregue pelo arcebispo de Feira de Santana (BA), dom Zanoni Dementtino Castro e pelo bispo de Serrinha (BA) e referencial para a Pastoral Carcerária no regional, dom Ottorino, juntamente com a coordenação e assessoria jurídica da Pastoral Carcerária no regional. Também assinaram a carta o bispo de Camaçari (BA) e presidente do regional Nordeste 3, dom João Petrini e o bispo auxiliar de Salvador (BA) e secretário geral do regional, dom Gilson Andrade da Silva.

Clique aqui e confira a carta na íntegra

Previsões apontam chuva nos próximos dias para o Sertão


Do Climatempo – A Zona de Convergência Intertropical (ZCIT), volta a se aproximar da costa norte do Brasil nos próximos dias e vai favorecer novamente a entrada de umidade sobre as áreas litorâneas e também o interior do Nordeste. As condições para pancadas de chuva aumentam por quase toda a Região.

A semana começou mais seca por toda a parte leste do Nordeste, mas com proximidade de novo da ZCIT, a previsão indica o retorno da chuva frequente, especialmente no litoral entre Maranhão, o Piauí, o Ceará, o Rio Grande do Norte, a Paraíba e Pernambuco. João Pessoa e Recife já poderão ter mais chuva nesta sexta-feira (27). Uma forte agitação marítima é esperada para o período entre 29 de janeiro e 2 de fevereiro na costa norte, entre o litoral do Maranhão e do Rio Grande do Norte. Poderão ser observadas grandes ondas.

Inflação no Nordeste cresce acima da nacional em dezembro


A inflação na região Nordeste apresentou crescimento de 0,42% no último mês de 2016, resultado superior ao índice de novembro (+0,20%) e ao índice nacional (+0,30%). As maiores elevações ocorreram nos grupos de Despesas Pessoais (+1,28%), Vestuário (+0,83%) e Transportes (+0,73%).

A avaliação é do Escritório de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), órgão de pesquisas do Banco do Nordeste, e complementa as informações divulgadas mensalmente, no âmbito nacional, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O índice regional de inflação do Etene é elaborado a partir de metodologia própria e utiliza dados oficiais para construir base de análise ampla, válida para toda a Região.

Deputados comentam saídas para uma das mais prolongadas secas no Nordeste


O Nordeste sofre com a pior estiagem dos últimos cem anos, com um período de seca que se iniciou em 2012 e que, segundo dados da Confederação Nacional dos Municípios, já afetou 33,4 milhões de pessoas. Para tentar minimizar os problemas enfrentados pela população, o governo federal autorizou o repasse de R$ 1 bilhão para obras de acesso à água e combate à seca em todo o Brasil.

Deste total, R$ 793 milhões serão utilizados na construção de 130 mil cisternas com capacidade de armazenamento de água para suprir as necessidades básicas de uma família de cinco pessoas por até oito meses de estiagem.

Para o deputado Zeca Cavalcanti (PTB-PE), é preciso desenvolver políticas de convívio com a seca. O deputado é autor de projeto (PL 4175/15), que prevê ações por parte do poder público para garantir o desenvolvimento econômico das regiões onde ocorrem as secas. A proposta estabelece também ações para garantir a segurança alimentar das populações atingidas pelas longas estiagens, que são cíclicas.

“O objetivo é que sejam elaboradas políticas públicas com determinados órgãos públicos como Codevasf, Dnocs e Sudene, além de universidades, e promover a discussão de políticas públicas de convivência permanente com a seca”, afirma. Ele destaca que o fenômeno climático “vem, desaparece, volta a chover, mas depois volta com aqueles mesmos problemas”.

Funceme prevê chuvas na média neste ano, mas situação hídrica ainda preocupa


Após cinco anos de seca, o Ceará deverá apresentar chuvas dentro da média histórica na quadra chuvosa deste ano. A previsão foi apresentada na manhã desta quarta-feira, 18, pelo presidente da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), Eduardo Sávio, em coletiva de imprensa no Palácio da Abolição.

De acordo com ele, a probabilidade de ocorrências para os meses de Fevereiro, Março e Abril é de normalidade. Os gráficos apresentados pelo gestor apontam 40% de chuvas na média, 30% de ocorrências acima da média e 30% abaixo da média. A tendênica ainda é que haja mais chuvas na região Noroeste, onde Eduardo classificou a probabilidade como “ligeiramente acima da média”.

Mesmo diante da previsão de aumento na ocorrência de chuvas, o presidente se mostrou preocupado diante do nível dos reservatórios. Ele aponta que é baixa a probabilidade de ocorrências nas regiões onde se localizam os maiores açudes. “Nos coloca uma preocupação porque é a região com os principais reservatórios. Em anos normais, são 50% de chances de escoamento significativo. Neste ano, tem 55% de chances de nao haver. Esta é uma informação importante que tem que ser levada em consideração”, comenta, e alerta: “precisamos manter foco na transposição”.

Agricultores podem renegociar dívidas com até 95% de desconto no Banco do Nordeste


Produtores rurais dos estados nordestinos e norte de Norte de Minas Gerais e Espírito Santo podem renegociar dívidas com descontos de até 95%. A medida vale para operações contratadas no Banco do Nordeste até dezembro de 2011 e beneficia mais de 674 mil agricultores, que terão, ainda, quatro anos de carência.

O abatimento máximo será aplicado em operações de até R$ 15 mil contratadas até 2006 por produtores residentes no Semiárido. Fora dessa região, o rebate é de até 85% da dívida para créditos contraídos.

A primeira parcela da operação repactuada vencerá em 2021 e a última em 2030. As taxas de juros anuais aplicadas variam entre 0,5% para agricultores familiares e 5% para grandes produtores. Os clientes do Banco do Nordeste podem obter mais informações sobre os benefícios da Lei de Renegociação diretamente na rede de agências ou pelo número 0800-728-3030.

EMPARN participa de reunião no Ceará sobre previsão de chuvas


O gerente de Meteorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (EMPARN), Gilmar Bristot, participa em Fortaleza (CE), do XIX Workshop Internacional de Avaliação Climática para o Semiárido Nordestino. Durante a reunião está sendo elaborada a previsão climática para a quadra chuvosa de janeiro a março.

Integram o Workshop pesquisadores da Funceme, de agências meteorológicas de vários estados do Nordeste, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/Inpe) e de agências internacionais.

Os meteorologistas adiantam que há uma forte tendência de neutralidade nas temperaturas do Oceano Pacífico Equatorial durante a quadra chuvosa de 2017. Essa indefinição no Pacífico aumenta a relevância da análise das diferenças de temperaturas entre o norte e o sul do Oceano Atlântico Tropical. Se a parte sul estiver mais aquecida, a Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) tende a se posicionar também ao sul da Linha do Equador, atuando de forma mais favorável às chuvas.

Essa análise, explicam os meteorologistas, deve ser feita bem próximo ao início do período chuvoso, dando mais confiabilidade à previsão.   Para chegar às probabilidades, meteorologistas analisam dados acumulados há pelo menos 30 anos, incluindo informações sobre campos atmosféricos e oceânicos, anomalias e fenômenos naturais.

Preço da cesta básica do Nordeste cresce acima da inflação em 2016


A mesa do nordestino esteve mais cara em 2016. O valor da cesta básica, calculado a partir da pesquisa do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) em todas as capitais brasileiras, ficou acima da variação do apontador oficial de inflação, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Enquanto o grupo “alimentos e bebidas” do IPCA apresentou crescimento médio de 10,0% no Nordeste, a variação acumulada do custo da cesta básica na Região foi de  20,3%.

Em comparação à média regional de 2015 (+12,6%), o aumento na cesta básica nordestina deve-se principalmente ao crescimento nos preços do feijão (+88,2%), do leite (+33,5%), da banana (+22,5%), do açúcar (+58,4%), da farinha (+32,1%) e da manteiga (+44,0%).

Esses itens representam cerca de 39,8% da cesta básica na nordestina, que encerrou o ano custando R$ 367,09, sendo a de menor valor monetário entre as regiões brasileiras – Norte (R$ 394,24), Centro-Oeste (R$ 417,58), Sul (R$ 434,23) e Sudeste (R$ 441,62).

As maiores variações na cesta do Nordeste, em 2016, foram nas capitais Aracaju (+29,6%), Fortaleza (+25,0%) e João Pessoa (+23,1%). Natal (+18,3), Recife (+16,4%) e Salvador (+14,8%) registraram as menores variações.