Marcos Dantas

Jucurutu

Prefeitura de Jucurutu está organizando Processo Seletivo


A Prefeitura de Jucurutu estará realizando Processo Seletivo para o preenchimento de cargos, nas classes do quadro de pessoal temporário da administração. O primeiro passo foi à criação da comissão para a organização do processo, composta pela secretária de Educação, Maria Sueli Cardoso e Maria Aparecida Moura de Souza.

Ao Blog, o prefeito Valdir confirmou que o processo ainda está em fase de elaboração, e serão oferecidas vagas, que ele não soube dizer ao certo a quantidade, para secretarias como Educação, Obras, Agricultura, dentre outras.

A notícia deixou candidatos aprovados nos recentes concursos apreensivos. Muitos deles procuraram o Blog do Marcos Dantas questionando o porque de realizar um processo seletivo, enquanto que ainda existiam aprovados que não foram convocados pela administração.

Quanto a isso, Valdir disse que as vagas que serão oferecidas no processo seletivo não constam de aprovados no Concurso Público, e que o Município já convocou uma média de 60% dos aprovados, com a perspectiva de realizar novas convocações, dentro da necessidade que for surgindo.

“Três meses é um período muito curto pra quem herdou uma administração enferrujada”, diz Valdir da Ambulância


Valdir Medeiros ainda acha cedo para fazer uma avaliação de seu governo à frente da Prefeitura de Jucurutu. Em entrevista ao Panorama 95 (Rural FM), disse estar enfrentando boicotes, mas sem “dar nomes aos bois”, e confessa ter herdado de seu antecessor, uma administração “enferrujada”.

Três meses é um período muito curto, especialmente quando você ganha uma eleição sendo oposição. Há naturalmente os boicotes, mentiras nas redes sociais, e sei que vou lidar com isso nos quatro anos. Mas se formos pensar na gestão como uma máquina que estava enferrujada, nós estamos colocando uma graxinha para ela começar a engrenar”, destacou.

Prefeito de Jucurutu diz que política moderna e sem barganha de Kelps Lima lhe motivou a se filiar ao Solidaridade


Em entrevista ao Panorama 95 (Rural FM), o prefeito de Jucurutu, Valdir Medeiros explicou o que levou a se filiar ao Solidariedade, partido comandado no RN pelo deputado estadual Kelps Lima.

Por afinidade ideológica, é um partido que tem me dado respaldo para que eu possa trabalhar essa perspectiva de uma política moderna, sem barganha, sem troca, e que seja comprometida com a coletividade. Esses aspectos eu encontrei no Solidariedade, e no deputado Kelps Lima, parlamentar que tem minha admiração”, disse.

Como Blog adiantou, prefeito de Jucurutu se filia ao Solidariedade


O prefeito Valdir Medeiros, que ganhou notabilidade estadual como “O Liso”, por ser um motorista de ambulância que ganhou a eleição para prefeito de Jucurutu (RN) enfrentando grupos políticos de grande poder eleitoral e econômico em sua cidade, vai se filiar ao Solidariedade neste sábado, 25, e nesta sexta-feira, 24, participou de uma reunião estadual do partido na cidade de Assú.

Ao lado do deputado Kelps Lima e do vereador João Paulo, na Câmara Municipal de Assú, Valdir ouviu as estratégias da legenda para influir no Rio Grande do Norte nas mudanças administrativas que o momento histórico está impondo ao Brasil.

 

Jucurutu fará Processo Seletivo para contratar médicos


Assistência Médica em Clínica Geral. Essa é a função que será preenchida no Processo Seletivo da Secretaria Municipal de Saúde de Jucurutu, no Rio Grande do Norte. Os profissionais que podem concorrer precisam ser Médicos. Há (1) vaga para Médico Clínico Geral e (1) para Médico ESF. Os salários são de R$ 1.600,00 por plantão de 24h e R$ 14.000,00 por 40h semanais.

Na Prefeitura de Jucurutu, situada à rua João Eufrásio de Medeiros, nº 14, no Centro, os interessados poderão realizar a inscrição. O período começa hoje (15) e segue até 25 de março de 2017 das 9h às 13h. A análise de currículos e prova de títulos serão as formas de classificação. O Processo tem validade de 1 ano, podendo ser prorrogado por igual período. 

Seridoense acusado de assaltar bancos com explosivos no Nordeste é preso no Rio de Janeiro


Do Jornal Extra – Procurado pela polícia da Paraíba, de Pernambuco e do Rio Grande do Norte por envolvimento em uma série de assaltos a banco com explosões, em estados do Nordeste, Cássio Augusto de Souza, o Cassinho de Jucurutu, de 26 anos, foi preso nesta sexta-feira, em Itaguaí na Baixada Fluminense.

De acordo com policiais da 50ª DP (Itaguaí), responsáveis pela prisão de Cassinho, o bandido já foi reconhecido por testemunhas como sendo um dos assaltantes de uma casa lotérica, no dia 13 de fevereiro último, em Itaguaí. Ele também seria um dos homens que aparece nas imagens das câmeras de segurança que flagraram o assalto.

Cássio foi preso no Centro de Itaguaí. Os agentes da 50ª DP desconfiaram de um homem que estava na garupa de um mototaxista e resolveram interceptar o veículo. Detido, ele foi levado para a delegacia, onde os policiais verificaram que em nome de Cássio Augusto existem seis mandados de prisão expedidos pela Justiça no Nordeste.

De acordo com a polícia, ele também terá a prisão preventiva solicitada ao Tribunal de Justiça do Rio. Os agentes da 50ª DP investigam a possibilidade de Cássio estar envolvido em duas explosões a caixas eletrônicos na Baixada Fluminense. As duas ocorreram em agências da Caixa Econômica Federal, localizadas em Belford Roxo, nos últimos dias 26 de fevereiro e 7 de março.

Equipe da Semarh visita complexo de obras da Barragem de Oiticica


O Secretário Estadual do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Ivan Júnior, fez uma visita, nesta semana ao complexo de obras que envolvem a construção da Barragem de Oiticica, em Jucurutu. O Secretário adjunto, Mairton França, o adjunto da Secretaria de Estado de Assuntos Fundiários e Apoio à Reforma Agrária (Seara), Antônio Carlos, e a equipe técnica da Semarh e da KL, empresa supervisora da obra, também participaram da vistoria técnica.

Além de verificar a estrutura da parede principal do reservatório, a equipe também conferiu as obras de preparação do terreno (terraplenagem) para construção dos prédios da nova Barra de Santana e as escavações dos jazigos do novo cemitério, equipamento indicado pelos moradores como prioritário a ser entregue. De acordo com Ivan, as obras da Barragem de Oiticica seguem em ritmo Normal.

Presidente da FECAM repudia críticas do prefeito de Jucurutu aos vereadores da cidade


Em nota assinada pelo presidente Raniere Barbosa, a Federação das Câmaras Municipais do Rio Grande do Norte manifestou a sua solidariedade aos vereadores da cidade de Jucurutu, que foram alvo de críticas injustas por parte do prefeito da cidade, Valdir Medeiros.

“Vivemos em uma época onde a democracia tem que ser defendida por todos, e com ela o respeito entre os poderes que a compõe. O Legislativo é livre para tomar suas decisões e não submisso ao Executivo, como gostaria o prefeito em questão.

A Fecam-RN lamenta e repudia o ato do prefeito e deseja que a atitude da Câmara de Jucurutu sirva de exemplo aos demais municípios potiguares. Que o Legislativo seja parceiro do Executivo, jamais um poder subalterno”, diz a nota.

Para entender: 

Em recente declaração o prefeito Valdir teria afirmado que a Câmara de Vereadores aprovou “irresponsavelmente” o Plano de Cargos de Carreiras dos servidores públicos municipais. Declaração que gerou esta nota da FECAM.

Chuva de 72 milímetros nesta quinta-feira em Jucurutu


Uma quinta-feira (09) de boas chuvas em Jucurutu, principalmente na zona rural. A maior delas foi 72 milímetros no Sítio Caeira. No Barro Branco choveu 53 milímetros, na Tapera 50 e no Sítio São Braz choveu 12 milímetros. As informações são de Marcelo de Oliveira ao Blog do Marcos Dantas.

Chuva animou a tarde dos moradores de Jucurutu


De Jucurutu chegam as imagens da chuva que foi registrada nesta tarde de quinta-feira. Os registros são do nosso leitor Marcelo Oliveira, feitas no bairro Bela Vista.

Prefeito de Jucurutu se aproxima de Kelps Lima e deve trocar PROS pelo Solidariedade


O deputado estadual Kelps Lima está prestes a conquistar um prefeito na região do Seridó. Valdir Medeiros, prefeito de Jucurutu se aproximou de Kelps, e confirmou ao Blog do Marcos Dantas ter sido convidado por ele para se filiar ao Solidariedade.

Devo dar a resposta nos próximos dias, mas a tendência é que eu me filia ao Solidariedade”, disse Valdir, que confirmou já ter tomado a decisão de não permanecer mais no PROS.

Nova Barra de Santana só deverá estar pronta em março de 2018


O Articulador Estadual do Seapac e presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu, José Procópio de Lucena visitou, na tarde desta terça-feira (31) as obras da nova Barra de Santana, na zona rural de Jucurutu. Integraram a comitiva o prefeito de Jucurutu, Valdir Medeiros, o secretário de Agricultura do Município, e o agricultor Euzimar, que representou o Movimento dos Atingidos e Atingidas pela construção da Barragem.

A comitiva foi recebida pelo empresário Adalberto de Sá Queiroga, proprietário da empresa Solo Moveterras, responsável pela construção da nova Barra de Santana e do Cemitério da comunidade.

Procópio colocou a preocupação das entidades que dão apoio ao Movimento, e principalmente dos moradores quanto ao ritmo em que as obras estão sendo realizadas. Adalberto garantiu que até março de 2018 a empresa pretende concluir a nova Barra.  Quanto ao Cemitério o prazo acordado na justiça é que esteja pronto até final de fevereiro.

O empresário informou que diante das mudanças na planta esse prazo não será cumprido. Recentemente o governador esteve visando as obras da barragem de Oiticica e anunciou que no final deste ano a barragem estaria pronta.

O presidente do comitê chegou a afirmar que este prazo estava só na cabeça do governador e disse a data mais provável seria segundo semestre de 2018. Pela informação de hoje de que a nova Barra de Santana só estará pronta em março de 2018 tudo leva a crer que a vontade do governador não acontecerá.

Casas serão construídas no Alto do Paiol em Barra de Santana


As 40 casas serão construídas no mesmo local onde foi projetada a Nova Barra de Santana, no Alto do Paiol. Na próxima quarta-feira (01/02), a equipe técnica da Ceab fará uma visita técnica para conhecer o local, junto com técnicos da Semarh e  da KL serviços de Engenharia S/A, empresa responsável pela supervisão da obra da barragem e recadastramento para o processo de desapropriação e reassentamento dos moradores.

Barra de Santana está localizada na zona rural de Jucurutu e será alagada com a construção da Barragem de Oiticica. A Nova comunidade será construída no local conhecido como Alto do Paiol. Serão 254 lotes residenciais, uma quadra com 10 lotes para o desenvolvimento de atividades não poluentes, equipamentos públicos, centro de comércio e serviços, templo da Igreja Católica, praças urbanizadas e toda a infraestrutura urbana necessária à pavimentação das vias correspondentes.

O lugar onde o reservatório está sendo construído se localiza sobre o rio Piranhas-Açu entre os municípios de Caicó e Jucurutu. A Barragem beneficiará diretamente 350 mil habitantes em 17 municípios do estado. Indiretamente a obra, com capacidade para 556 milhões de metros cúbicos, atenderá toda a população dos municípios do Seridó, Vale do Açu e região Central do Rio Grande do Norte, beneficiando mais de 500 mil pessoas.

Semarh e Ceab discutem a construção de 40 moradias em Oiticica


O Secretário Estadual de Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Mairton França se reuniu, na tarde de ontem (24), na Semarh, com Diretores da Companhia de Habitação e Desenvolvimento Urbano do RN (Cehab), órgão vinculado à Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social (Sethas), para discutir a construção de 40 unidades habitacionais para moradores inquilinos de Barra de Santana, em Jucurutu.

A construção dessas moradias é um dos itens relacionados às questões sociais vinculadas a construção da barragem, bem como o de pagamento das indenizações, a terraplenagem e drenagem do terreno onde será construída a nova comunidade e a construção do cemitério da nova Barra de Santana.

“O Governador Robinson Faria é muito atento às demandas de cunho social da obra e para viabilizar o reassentamento dos agricultores que moram de aluguel ele sugeriu o Programa de Subsídio à Habitação de Interesse Social, do Ministério das cidades” disse Mairton.

O Diretor-Presidente da Ceab, João Ronaldo, explica que a Companhia celebrou um convênio no valor de R$ 480 mil, com uma instituição financeira credenciada pelo Ministério das Cidades e pelo Banco Central, a “Família Paulista”, para construir as moradias. “A contrapartida do Estado já foi depositada e já conseguimos inclusive contratar a construtora” disse ele.

Vídeo: Chuva provoca alegria em Jucurutu


O video foi compartilhado nas redes sociais pelo blogueiro Rivanildo Junior:

Secretaria de Recursos Hídricos confirma que aguarda repasse federal para última medição em Barra de Santana


Sobre a nota veiculada ontem (18) no Blog do Marcos Dantas, a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Semarh) esclarece em nota:

Não existem empresas terceirizadas ou sublocadas pelo Consórcio Solo Moveterras/Consbrasil, se trata de uma parceria estabelecida pelo grupo, na tentativa de agilizar os serviços necessários ao andamento da terraplenagem.

Durante essa semana, algumas máquinas passaram por reparos e manutenção, o que ocasionou uma queda no ritmo das atividades. Hoje essa situação está normalizada e para compensar esse atraso a empresa vai trabalhar durante o feriado de amanhã (Dia do Padroeiro de Jucurutu).

De acordo com o consórcio, os equipamentos se encontram em prefeita ordem. Os reparos e consertos em máquinas fazem parte da rotina de uma obra. A última medição do consórcio que está protocolada na Semarh já foi analisada e aprovada, aguardando repasse federal para ser quitada.

Terceirizada que presta serviço na construção da nova Barra de Santana diz estar há dois meses sem receber


O Blog do Marcos Dantas foi informado que uma das empresas que prestam serviços ao Consórcio Solo Moveterras e Consbrasil, está há dois meses sem receber pelos serviços prestado. A terceirizada tem atuado na terraplenagem da nova Barra de Santana, e já não sabe mais como controlar a pressão que tem recebido dos funcionários, que ameaçam paralisar as atividades.

Prefeito Valdir toma posse em Jucurutu e diz que sua gestão será construída na ética, transparência, responsabilidade e na paz


Por João Bosco de Araújo

Em clima de total harmonia, ocorreu no inicio da noite de domingo, 1º de janeiro, a posse do novo prefeito de Jucurutu, Valdir Medeiros, e seu vice, José Pedro Neto, ambos do PROS. O ato solene aconteceu logo após a posse dos vereadores que elegeu a nova Mesa Diretora da Câmara, tendo como presidente Paula Torres (PDT), que em sessão especial presidiu a posse e transmissão de cargo do chefe do Executivo jucurutuense.

No plenário vereador Augusto Queiroz da Câmara Municipal, o espaço foi pequeno para os convidados, mas na rua o público aumentava para escutar e participar do ato cerimonial através de alto-falantes disponíveis para o evento. O prefeito que deixa o cargo, George Queiroz, é filho do deputado estadual Nelter Queiroz, ambos do PMDB, presentes para a posse, e a vereadora Paula Torres (PDT), a mais votada na eleição de outubro, é filha do ex-prefeito, o médico Saint-Clair Torres, e vai comandar o Legislativo de Jucurutu por dois anos, 2017/2018.

Em entrevista exclusiva à página Assessorn.com, do jornalista João Bosco  Araújo, o novo prefeito de Jucurutu, Valdir Medeiros de Azevedo, 35 anos, nascido no Distrito de Barra de Santana, em Jucurutu (RN), filho de Valdenor Azevedo e Selma Medeiros, destaca fatos marcantes na sua caminhada rumo à prefeitura, como as interferências para dificultarem sua filiação partidária e confessa que embora acreditasse na vitória existiam momentos que geravam dúvidas, mas que a chama da esperança sempre ardia em seu coração, ainda mais pela inquietação e insatisfação da maioria das pessoas referente à administração municipal. Sobre preconceitos surgidos no decorrer da campanha, ele considera que foi um combustível a mais para quebrar os paradigmas que imperavam na política local e, consequentemente, na política brasileira.

No âmbito governamental, o novo prefeito espera uma relação respeitosa, para que sejam realizadas as mudanças que o município necessita e afirma que sua gestão com o vice Zé Pedro será construída a partir dos pilares do diálogo, da ética, da transparência, da responsabilidade e da paz. Em relação ao futuro, Valdir diz que Deus o conduzirá para realizar uma grande gestão em prol do povo da sua amada Jucurutu.   

Funcionário público da Secretaria de Saúde de Jucurutu, motorista da ambulância, Valdir nunca havia se candidatado a cargo público e venceu o então prefeito George Queiroz com 234 votos de diferença, em uma campanha histórica para surpresa de lideranças tradicionais no âmbito político regional e estadual, ganhando relevância no meio político e de comunicação, nacionais.

Assessorn.com – Como você decidiu ser prefeito de Jucurutu?
Valdir – A partir de percepções em relação ao próprio contexto jucurutuense, a inquietação e insatisfação da maioria das pessoas referente à administração municipal passada era visível. Além do mais, Jucurutu merecia ser gerida por alguém que não fizesse parte das oligarquias que há tanto tempo geriam o município. 

Para o processo de filiação, você sabia que seriam apenas dois candidatos a disputar a eleição, foi difícil se filiar?
A principio seriam três candidatos. O processo de filiação foi muito difícil, houve muitos obstáculos e interferências de políticos, no intuito de barrar nossa candidatura, mas Deus nos abriu uma porta, através do deputado Albert Dickson que nos concedeu a legenda do PROS 90.

Durante a campanha você encomendou alguma pesquisa, houve pesquisa divulgada mesmo pelo candidato adversário?
Não encaminhei nenhuma pesquisa. E não houve nenhuma pesquisa divulgada, embora o grupo opositor tenha realizado.

Por alguma razão você pensou em perder a eleição, por exemplo, de não ter uma estrutura financeira a seu favor, ou acreditava nas mudanças que o povo almejava?
Embora acreditasse na vitória desde o inicio, havia momentos na caminhada que geravam certas dúvidas, em face da quantidade de votos que teríamos que alcançar, até mesmo pelo fato de nunca ter sido candidato. Mas a chama da esperança sempre ardia em meu coração.

Como foi ser chamado de liso, inicialmente um agravo do grupo adversário, isso lhe ajudou a se tornar mais popular?
O liso foi uma marca carinhosamente adotada, embora despretensiosa a principio, me ajudou sim quanto à popularidade.

E ser motorista de uma ambulância e o seu vice um gari de rua, houve preconceito por parte das elites ou foi outro motivo para sua propagação nos meios de comunicação? Aliás, um fenômeno na eleição da cidade, mais acentuadamente nas redes sociais!
O preconceito social sempre se fará presente nas relações humanas, com certeza esse preconceito foi um combustível a mais para que pudéssemos nos dedicar cada vez mais para quebrar os paradigmas que imperavam na política local e consequente na politica brasileira.

Como analisa a atual situação administrativa, financeira e estrutural que você recebe?
É muito cedo para fazer uma análise da conjuntura administrativa do município, muito embora tenha certo equilíbrio financeiro, a parte estrutural precisa de melhorias urgentes.  

No âmbito governamental, como você entende que será a conciliação com a Câmara de Vereadores?
Espero uma relação respeitosa, resguardadas as divergências políticas. O meu mandato estará à disposição da Casa Legislativa para efetuarmos as mudanças que Jucurutu necessita.

Focado no projeto de construir uma nova história no município, como você define a gestão Valdir e Zé Pedro para o mandato 2017/2020?
Uma gestão que será construída a partir dos pilares do diálogo, da ética, da transparência, da responsabilidade e da paz.

No passado, seu avô paterno Manoel Miguel foi um líder politico em Barra de Santana. Você nunca pensou nisso ou o acaso vai determinar o futuro?  
Realmente o meu saudoso avô Manoel Miguel exerceu, ao seu modo, uma liderança política em Barra de Santana. No entanto, eu, particularmente, nunca havia cogitado ser prefeito. Agora estou nas mãos de Deus, Ele é o dono da minha vida e me conduzirá para realizar uma grande gestão em prol do povo da minha amada Jucurutu. 

Presidente do CBH-PPA demonstra preocupação com ritmo das obras sociais da Oiticicas


O presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu, José Procópio de Lucena esteve visitando, nesta sexta (23) as obras de construção do novo Distrito de Barra de Santana e do Cemitério, na zona rural de Jucurutu.

Procópio ficou bastante preocupado com o ritmo das obras, que são condicionantes para a continuidade das obras da própria Barragem de Oiticicas.

A obra simplesmente não tem avançado como mostram as lentes e os releases do Governo do Estado. Quando a gente vem à campo, a realidade é outra. A que ainda tem andado consideravelmente é o Cemitério”.

Procópio também contestou a previsão dada esta semana, pelo governador Robinson Faria para a conclusão das obras da barragem. “Conclusão para 2017 só está na cabeça do governador”, finalizou.

Robinson inspeciona obras da Barragem de Oiticica que chega a 51% do cronograma


O governador Robinson Faria esteve na tarde desta terça-feira  (20) no canteiro de obras da Barragem de Oiticica, em Jucurutu. Ele verificou o andamento dos serviços que alcançou percentual de execução de 51%. “Esta é mais uma obra importante que vem sendo realizada pelo nosso Governo em parceria com a administração federal”,  afirmou ao conversar com trabalhadores e encarregados da obra.

A previsão hoje, se mantido o atual cronograma de repasses do Governo Federal, é de que as obras sejam concluídas em dezembro de 2017. A Barragem de Oiticica vai regularizar o abastecimento de água na região Seridó, beneficiando a população de 17 municípios, tanto para o consumo humano quanto para a produção. O reservatório em construção em Jucurutu será o terceiro maior no RN  com capacidade para armazenar 600 milhões de metros cúbicos  de água. Maior capacidade têm apenas as barragens Armando Ribeiro Gonçalves, em Assu, e a Barragem de Santa Cruz, em Apodi.