Projeto Memórias Covid 19 da Unicamp convida a população potiguar a enviar suas experiências cotidianas durante a pandemia

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) está construindo a plataforma Memórias Covid 19, coordenada pela pesquisadora e historiadora Ana Carolina Moura Delfin Maciel. O projeto tem como objetivo criar um espaço memorial virtual para que pessoas de todos os estados do Brasil, bem como do exterior possam expressar suas memórias e subjetividades durante a pandemia do novo coronavírus. Em tempos atípicos de distanciamento social e de vulnerabilidade para a população, ainda é possível estar isolados fisicamente, mas emocionalmente conectados. 

O projeto conta ainda com uma comissão curatorial, composta de membros de nove universidades brasileiras (de diferentes áreas do conhecimento, representando Norte, Nordeste, Sul e Sudeste do país), como também de dois representantes da França e Portugal. A comissão será responsável por receber e selecionar os relatos que devem compor a plataforma Memórias Covid-19.

O projeto tem um caráter plural e democrático, almejando costurar uma teia de narrativas compartilhadas por pessoas de diferentes localidades do país e do mundo, classe social e escolaridade. As vivências cotidianas e histórias de qualquer pessoa, durante esta pandemia, são bem-vindas e devem ser contadas. Assim, o projeto Memórias Covid-19 não pretende ficar centrado no eixo São Paulo/ Rio de Janeiro tampouco ficar circunscrito ao espaço da universidade. O Rio Grande do Norte já contabiliza o segundo estado com o maior número de participação e envio de relatos para o projeto, com 13, 08%, empatado com o Rio de Janeiro.

Como participar 

Para participar, basta acessar o formulário e enviar relatos escritos, sonoros ou visuais, podendo ser cartas, textos, poemas, desenhos, áudios, vídeos e fotos sobre as experiências pessoais em tempos de isolamento social. Os arquivos devem ser de autoria do participante ou estar de acordo com a legislação de Direitos Autorais, Lei 9.610/98.  Os materiais recebidos serão enviados para a análise da Comissão Curatorial e os participantes que tiverem seus materiais selecionados para publicação vão ser informados. Lembrando que não há um prazo limite para o envio dos relatos. Segue o link para acessar o formulário: https://forms.gle/CjrYdaZKnFbMuY7a6

A previsão é de que o site vai estar pronto na segunda semana de agosto, enquanto isso, é possível acompanhar o projeto nas redes sociais, seguindo o instagram @memoriascovid19, como também a página do facebook Memóriascovid19.