Problemas administrativos no Conselho Tutelar de São José do Seridó vem sendo investigados pelo Ministério Público

O Conselho Tutelar de São José do Seridó pode estar enfrentando problemas administrativos. Pelo menos é o que vem investigando o Ministério Público, através da Promotora Marília Regina Soares Cunha Fernandes, que decidiu abrir um Inquérito Civil.

Dentre as recomendações, a prefeitura de São Jose do Seridó tem prazo de 10 dias, para informar sobre as medidas adotadas para sanar os problemas relatados pelo Conselho Tutelar, ressalvando ser esse órgão encarregado de zelar pelos direitos das crianças e adolescentes, sendo responsabilidade do município dotá-lo de condições mínimas de funcionamento. Ao final, advirta que desde o mês de novembro/2018, quando instaurada notícia de fato, foram solicitados esclarecimentos, porém até o presente momento não houve resposta.