Presidente do MDB diz que sigla não “quer cargos no novo governo”, mas quer manter presidência do Senado

O presidente nacional do MDB, Romero Jucá, usou as redes sociais para declarar a independência da sigla. O senador afirmou que “o partido não está conversando com o novo governo,[e] não vai conversar com o novo governo sobre cargos”. Disse ainda que “o MDB vai se posicionar pela democracia, pelas liberdades individuais e coletivas”. 

O senador, que não conseguiu se reeleger por Roraima, afirmou que quer manter a presidência da Casa, que hoje está nas mãos de Eunício Oliveira. Segundo Jucá, o partido ainda não tem um nome para indicar.

Nesta quarta-feira (7), o MDB lançou documento que faz um balanço das medidas tomadas pelo governo de Michel Temer. Nele, o partido aponta estratégias de desenvolvimento para o país e afirma que “a economia brasileira hoje é muito diferente da que encontraram em 2016”.