PEC da Reforma da Previdência dos servidores do RN entra em foco

A PEC da Reforma da Previdência dos servidores do Rio Grande do Norte também foi o tema principal no pronunciamento do deputado Gustavo Carvalho (PSDB) na sessão por videoconferência desta terça-feira (7). O deputado disse que só irá votar a matéria se os trabalhos presenciais já tiverem sido retomados. “Essa matéria já poderia ter sido enviada à Casa e o Governo do RN não encaminhou. Então eu não aceito essa desculpa do prazo. Se a governadora fosse deputada, quem é que acha aqui que ela votaria uma reforma dessas de forma remota, sem as galerias com (a presença) dos representante sindicais?”, questionou o parlamentar. Gustavo Carvalho disse que os debates sobre o tema são necessários.

“Um governo vindo de lutas populares, que só fala em debate, agora quer silenciar o debate sobre um tema que precisa ser discutido. É preciso usar tempo regimental para discutirmos nossas ideias”, disse o deputado. O parlamentar ressaltou que sempre foi favorável a algumas mudanças na previdência e continua com esse posicionamento. Mas é contrário “a quem ganha mais ser taxado minimamente e quem ganha menos ser taxado de forma máxima”, falou Gustavo Carvalho, reafirmando que só vota a matéria se for de forma presencial. O deputado Getúlio Rêgo (DEM) disse que não concorda com a votação do projeto de reforma da previdência para servidores do RN, que se encontra na Casa Legislativa. O parlamentar defende que, a devido a sua importância, esta pauta deve ser discutida e votada de forma presencial. “Isso retira dos servidores, dos sindicatos e da sociedade a oportunidade de se inserir o debate, de participarem ativamente das discussões com sugestões, e na busca de aperfeiçoamentos para que se democratize esta discussão”, afirmou Getúlio.

Gustavo Carvalho defende debate presencial sobre a reforma da previdência no RN