Paciente no RN completa um ano internado a espera de cirurgia cardíaca; ‘Situação do meu pai é grave’, diz filha

Joaquim Rodrigues Rebouças, de 62 anos de idade, está em um leito do Hospital Universitário Onofre Lopes. Caso foi judicializado, mas HUOL justificou demora por dificuldade de adquirir insumos.

 

Um paciente potiguar que aguarda uma cirurgia cardíaca na rede pública de saúde completou, nesta terça-feira (22), um ano internado em um leito de enfermaria do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

O caso chegou a ser judicializado pela família, garantindo o recurso desde agosto para o procedimento, mas até o momento, Joaquim Rodrigues Rebouças, de 62 anos, ainda não passou pela operação.

Em nota, o Hospital Onofre Lopes informou que a demora se deu por dificuldade de comprar os insumos no mercado. Apesar disso, garantiu que o material foi adquirido e que a cirurgia ocorrerá nos próximos dias (veja a nota completa mais abaixo).