No Alto Oeste Potiguar, Itaú zera casos da Covid-19 após decretar “lockdown”

Na região do Alto Oeste Potiguar pelo menos a ideia do “lockdown” deu certo no município de Itaú. No dia 12 e maio, a Prefeitura decretou o isolamento total, após 11 casos do coronavírus, no município que tem quase 6 mil habitantes. Com o encerramento do lockdown no último dia 31 de maio, Itaú não teve mais casos confirmados de coronavírus. De acordo com o último Boletim Epidemiológico divulgado nesta sexta-feira (5), pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap), Itaú não tem registrado nenhuma morte por Covid-19 e houve 13 casos confirmados. 20 casos suspeitos e 18 descartados. Uma casa de jogos foi suspeita de ser o foco da contaminação da Covid-19 em Itaú. A prefeitura, então, mapeou quem esteve na casa de jogos. Selecionou 30 pessoas, que fizeram o teste no último sábado. Do total, 11 testes deram positivo.

O exemplo de Itaú pode ser seguido pelos demais municípios do Rio Grande do Norte, sem esperar mortes se agravarem e casos confirmados se espalharem para criar barreiras sanitárias e endurecer regras de isolamento social. Os comércios das ciades menores a maioria são de alimentos, que já são liberados e outros poderiam se adpatar a venda online e entrega em domicílio, como medida para não ficar sem seu ganha pão. É importante também uma solução para os comerciantes de pequenas cidades, pois além da crise com a pandemia, não se pode aumentar a outra rise, econômica. A cidade vive da agricultura —caju, castanha e plantação de feijão, entre outros. A maioria mora na área urbana de Itaú, que é cortada por uma rodovia federal.

Cidade do sertão potiguar a 358 km de Natal, Itaú teve decretado o “lockdown”, a forma mais severa de isolamento social para conter o avanço da pandemia.