Museu de Artes Sacras é inaugurado em São Fernando e conta com relíquias do Frei Damião

Na quinta-feira (18), na programação social da festa de Nossa Senhora do Patrocínio, houve a inauguração do novo museu de Artes Sacras, que fica localizado dentro da estrutura do Centro de Pastoral, que na ocasião foi reinaugurado com a bênção do Bispo de Caicó, Dom Antônio Carlos e o Padre Ronney Galvão – administrador paroquial da Paróquia de Nossa Senhora do Patrocínio. A solenidade também contou com a presença de autoridades, pastorais e comunidade religiosa.

O museu de artes Sacras foi um projeto antigo da professora de história de São Fernando, Maria da Guia de Medeiros em comunhão com a igreja e apoio da comunidade religiosa e do governo municipal da cidade de São Fernando.

O nome do museu presta uma homenagem a irmã religiosa Petronila do Patrocínio, conhecida por Tonila.

“Este espaço servirá de pesquisa e recolhimento de relíquias de nossos antepassados”, destacou Maria da Guia, que atualmente realiza um trabalho como professora na área de projetos culturais na secretaria municipal de Educação de São Fernando.

Um dos destaques no acervo do museu de artes sacras de São Fernando são as sandálias do Frei Damião, uma verdadeira relíquia daquele que é considerado santo pelo povo católico. Em vida, Frei Damião realizou várias missões na cidade de São Fernando.

A relíquia das sandálias de Frei Damião foi doada pela família de Zezé de Chiquinho e Gilda e antes pertencia à família de Dona Lourdes, quando Frei Damião esteve em peregrinação em missões no Seridó, especialmente em Caicó.

Frei Damião de Bozzano nasceu na Itália no dia 05 de novembro de 1898 e foi radicado no Brasil. Aos 12 anos foi estudar em um colégio de padres. Aos 19 anos, foi convocado para a 1ª Guerra Mundial. Aos 27 anos, diplomou-se em Teologia pela Universidade Gregoriana de Roma e depois lecionou nos conventos de Vila Basílica e de Massa.

Ordenado sacerdote em 25 de agosto de 1923, foi a partir da década de 1930 que o frei iniciou seus trabalhos no Brasil. Frei Damião conseguiu arrastar multidões de romeiros, que buscavam esclarecimentos em suas pregações, durante as chamadas Santas Missões. O religioso morreu no dia 31 de março de 1997, aos 98 anos. Seus restos mortais estão no Convento dos Capuchinhos, no Bairro do Pina, em Recife.

Saiba mais sobre museu e arte sacra:

Os museus são importantes instrumentos de preservação da memória cultural de um povo, e responsáveis por seu patrimônio material ou imaterial. No início, sua finalidade era apenas de salvaguardar e não de disseminar as informações culturais.

O museu é o lugar onde estão guardadas as coleções de objetos artísticos, científicos ou de outro tipo, em geral de valor cultural, convenientemente organizados para que sejam observados. Não existem museus apenas de arte, mas de todo tipo, como científicos, etnográficos e botânicos, dentre outros.

A “arte sacra” é aquela arte religiosa que tem um destino de liturgia, isto é, aquela que se ordena a fomentar a vida litúrgica nos fiéis e que por isso não só deve conduzir a uma atitude religiosa genérica, mas há de ser apta a desencadear a atitude religiosa exigida pela Liturgia, ou seja para o culto divino.

Além de servir para o aprendizado visual, o museu ajuda a incorporar sentidos e fortalece a individualidade sensível e social. A arte potencializa o questionamento, contribui para as pessoas se expressarem porque provoca diálogos.