Ministro Alexandre de Moraes dá 24 horas para PL apresentar relatório completo sobre urnas

O ministro Alexandre de Moraes, atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), deu 24 horas para que o Partido Liberal (PL) envie ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o relatório completo no qual alega haver “desconformidades irreparáveis no funcionamento das urnas”.

Nesta terça-feira, o presidente nacional da legenda, Valdemar Costa Neto, comunicou que o Partido entrou com uma representação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para anular votos de algumas urnas eletrônicas nas eleições do último dia 30 de outubro.

O pedido para verificação extraordinária é justificado pelo questionamento do resultado do segundo turno da eleição presidencial. De acordo com o relatório apresentado ao TSE, a alegação é que o presidente Jair Bolsonaro teria recebido 51,05% dos votos na disputa com Lula.

Diante disso, Moraes deu 24 horas para que a legenda de Bolsonaro apresente também relatório sobre as urnas usadas em primeiro turno. “As urnas eletrônicas apontadas na petição inicial foram utilizadas tanto no primeiro turno, quanto no segundo turno das eleições de 2022. Assim, sob pena de indeferimento da inicial, deve a autora aditar a petição inicial para que o pedido abranja ambos os turnos das eleições, no prazo de 24 horas”, determinou.