Metade do próximo lote de vacinas do RN será destinado à imunização por faixa etária

A vacinação por faixa etária vai avançar no Rio Grande do Norte a partir desta quinta-feira (10). A informação foi do Governo do Estado, que informou que houve pactuação com os municípios para o avanço da vacinação contra a Covid-19. A medida envolve o início da imunização por faixa etária e entre as lactantes com bebês até seis meses de idade.
De acordo com o Executivo, o acerto foi feito na reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), ocorrida esta manhã (9), envolvendo as representações dos municípios e a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sesap). O avanço imediato para atender as faixas etárias sem comorbidades será simultâneo à vacinação dos grupos prioritários.
 
“Este é um marco muito importante diante do momento epidemiológico que o Brasil está vivenciando, no qual temos o aumento da mortalidade das pessoas mais jovens e não podemos nos furtar de avançar na vacinação dessas pessoas”, disse Lyane Ramalho, subsecretária de Gestão e Planejamento da Sesap.
 
Segundo o Governo, a partir da próxima remessa de vacinas, será feita uma divisão de 50% para o avanço em faixa etária e 50% em grupos prioritários, incluindo a cota para trabalhadores da educação. A divisão vale já para o lote previsto para chegar na madrugada desta quinta-feira (10), com 59.250 doses da AstraZeneca-Oxford.
 
“Temos ainda grupos prioritários que precisam ser vacinados. Municípios menores já conseguiram concluir a vacinação dos grupos prioritários e poderão avançar com maior rapidez para vacinação exclusiva por faixa etária”, pontuou Lyane.
 
O acerto feito na CIB, no entanto, ainda será levado à apreciação do Judiciário. Atualmente, uma decisão judicial em caráter liminar impede o estado de incluir ou antecipar grupos para vacinação contra a Covid-19. Contudo, Mossoró já está vacinando pessoas a partir dos 55 anos, enquanto Caicó iniciou nesta quarta a imunização de pessoas a partir dos 59 anos e São Gonçalo do Amarante anunciou para a quinta-feira o início da vacinação de quem tem a partir de 57 anos.
 
Ainda não há a definição sobre a redução da faixa etária em Natal. Há a expectativa de que já ocorra a mudança a partir da quinta-feira, mas ainda vai depender de acordo com os Ministérios Públicos estadual, federal e do Trabalho, além da Defensoria Pública e do Judiciário.
 
Gestantes e puérperas
 
Outra decisão importante tomada na reunião da CIB é o avanço da vacinação para as lactantes e o dia D da vacinação para as gestantes, puérperas e lactantes com bebês de até 6 meses.
 
A Associação de Ginecologia e Obstetrícia do RN recentemente lançou recomendações e foram inclusas as lactantes com filhos de até 6 meses de idade. “Esse será um dia muito importante para que possamos melhorar nossos indicadores de vacinação no Rio Grande do Norte e assim salvar vidas”, ressaltou o secretário de Estado da Saúde Pública, Cipriano Maia. 
 
Além das pactuações citadas, outro ponto fundamental é o mutirão para registro do RN+ Vacina. Os municípios farão ações em conjunto ao Cosems, regionais de saúde e apoiadores técnicos da Sesap para colocar em dia toda a atualização no sistema das aplicações das vacinas.
 
Além disso, a Sesap está disponibilizando um formulário para todos os municípios informarem os números da vacinação das pessoas com comorbidades, para dar celeridade a este público. “Se o município não conseguir atingir todo o público com comorbidade com as doses distribuídas, será feita uma solicitação formal ao Ministério da Saúde para o envio de doses que possam complementar e assim garantir a vacinação total deste público”, finalizou Lyane.
 
Da Tribuna do Norte