Injeção de células-tronco diminui inflamação no organismo e pode ajudar na recuperação da Covid-19

Pesquisadores de diversos países têm estudado uso de células-tronco no tratamento de pacientes com Covid-19. As terapias celulares não atacam o vírus ou impedem a sua entrada nas células, mas diminuem o quadro inflamatório provocado pela reação imunológica em resposta à infecção. Seu uso para a Covid-19 ainda é experimental, e a aprovação dos órgãos regulatórios varia em cada país.

Os estudos em curso avaliam a eficácia por meio de modelos animais e infecções in vitro e também são de uso compassivo, no qual o tratamento é testado em pacientes em estado grave sem chance de terapias alternativas.O destaque é da Folha de S. Paulo. Os resultados têm sido promissores, e agora os hospitais devem iniciar os ensaios clínicos. Só na plataforma ClinicalTrials, que reúne os pedidos em andamento, são mais de 30, de diversos países, incluindo China, Estados Unidos, França e Irã.