Existem 61 pacientes aguardando internação no RN, sendo 13 são pacientes críticos

O trabalho da Central Metropolitana de Regulação (CMR) consiste em uma atividade altamente dinâmica, já que pode atender casos de óbitos, transferências e altas dos pacientes que estão na rede. Conforme explicou o coordenador médico de Regulação do Estado, Paulo Gonçalves, o RN tem 395 pacientes internados, em leitos públicos e privados, dos quais 199 são pacientes graves.

“O cenário é crítico, mas administrável”, disse. Segundo ele, existem 61 pacientes aguardando regulação (internação) no estado. Desse total, entre 11 e 13 são pacientes críticos. Os demais, têm quadro de média complexidade. O coordenador destacou que é fundamental que os municípios cadastrem e insiram os usuários que estão demandando por leitos clínicos ou críticos no Sistema de Regulação para que a Sesap possa enxergar os pacientas e otimizar as transferências.

RN tem 395 pacientes internados, em leitos públicos e privados, dos quais 199 são pacientes graves