Em nota, Sindicato dos Servidores diz que prefeito de Caicó descumpriu compromissos com a categoria

Na noite desta quinta-feira (29) o Sindicato dos Servidores Municipais de Caicó, através de sua presidenta Joseana Soares emitiu nota pública afirmando que o prefeito Roberto Germano (PMDB) continua descumprindo com compromissos assumidos junto a categoria, dentre esses o piso salarial do magistério, que de acordo com Joseana deveria ser pago neste mês de janeiro, mas não foi. Um trecho da nota diz o seguinte:

Todos os anos, como é de praxe, professores de Caicó esperarem que primeiro seja pago o terço de férias, e só depois o piso seja cumprindo. Isso já no fim do primeiro semestre. Sendo parcelado o retroativo a partir de janeiro. Ou seja, a lei do piso em Caicó, não é seguida como deveria.  

Cerca de 10% dos professores estão com suas mudanças de níveis engavetadas pela alegação do “limite prudencial”. Ou seja, Plano do magistério sendo desrespeitado. Sem falar na Lei do FUNDEB, o Plano Nacional de Educação e a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lembrando que este número irá aumentar, já que existem muitos outros profissionais cursando especializações, mestrados, e doutorados.

O terço de férias dos professores deve ser pago em janeiro, já que são férias coletivas, esta sendo pago por ordem alfabética. Ou seja, uns agora, e outros depois.  O reajuste do salário mínimo dispara a tabela salarial dos servidores de todas as secretarias; com exceção de professores, agentes comunitários de saúde e agentes comunitários de endemias.

O que acontece realmente, é que o prefeito reajustou a tabela das categorias até o nível médio. Deixando de lado todos os demais servidores do nível superior. Mesmo que, em abril de 2014, quando reajustou 20%, tenha acordado que em janeiro de 2015 cumpriria o restante, e isso somando ao reajuste do mínimo. Não fez!

Este é apenas um resumo dos problemas enfrentados pelos servidores e servidoras de Caicó. Existem muitos outros, e que buscamos soluções junto ao gestor municipal. Porém, na maioria das vezes, não tem dado respostas concretas. Exemplos: Matadouro Público e o Açougue Municipal.

Então, quando falamos em prioridades no Município de Caicó, estamos falando algo muito sério. Mas, parece que o prefeito prefere entender isso como uma piada de mau gosto. Gestor que não prioriza o quadro dos servidores, não presta serviço de qualidade à população. QUANDO SERVIDORES PARAM. É POR DIREITOS, E MAIS RESPEITO!

Joseana Soares da Silva, Presidenta do SindServCaicó