Direção reconhece que fiação elétrica do Hospital Mariano Coelho precisa passar por reestruturação

A direção do Hospital Regional Mariano Coelho, em Currais Novos, a respeito de informações divulgadas sobre a estrutura da unidade hospitalar vem a público prestar os seguintes esclarecimentos:

1. O hospital não corre nenhum risco de incêndio. Houve, sim, uma sobrecarga de energia na unidade, mas nada que pudesse provocar esse sinistro. A direção reconhece que a fiação elétrica precisa passar por reestruturação, já que a construção possui 40 anos e nunca passou por reformas, e que já vem trabalhando junto ao setor de engenharia da Sesap para iniciar o quanto antes as reformas.

2. A atual gestão realizou a aquisição de equipamentos, num montante de R$ 500 mil, para equipar o Centro Cirúrgico e aguarda o recebimento do material. Aliado a isso, possui convênio com a UFRN para Residência em Cirurgia Geral, em que ocorreu esse ano o incremento de mais R$ 500 mil em equipamentos.

3. No início do ano, a gestão se deparou com uma UTI Neo sem insumos e com a parte elétrica insuficiente. Ao longo de 2019, foi instalada subestação e os materiais adquiridos para ativação do espaço e abertura de 10 novos leitos.

4. Por fim, a direção do Hospital Regional Mariano Coelho presa pela saúde de quem cuida da população potiguar e, por isso, vem investindo em ações para levar maior qualidade de vida aos processos de trabalho dos servidores. Nesse sentido, transferiu o local de repouso que antes era completamente insalubre para um novo espaço climatizado e mais confortável.