Depósitos bancários foram usados pelo MP para provar que Abdon cobrou propina para empresa realizar serviços na Gestão Batata

Durante coletiva de imprensa nesta manhã (14) promotores do GAECO do Ministério Público apresentaram alguns comprovantes de depósitos bancários, feitos por empresários na conta pessoal do então secretário de Infraestrutura de Caicó, Abdon Maynard Júnior, em troca de serviços que seriam executados nos primeiros meses da Gestão Batata.

O MP sustenta que ao empresário Clélio, preso também na Operação em Mossoró foi prometido serviços na Ilha de Santana, no recapeamento asfáltico da cidade, coleta de lixo, dentre outros. Porém, ele não chegou a ser contratado em nenhum deles, apesar de ter depositado cerca de 8 mil reais na conta de Abdon. Como o secretário foi exonerado da pasta, o MP acredita que não deu tempo de viabilizar as obras prometidas ao empresário mossoroense.