CGU admite erro ao apontar família no DF com renda de R$ 27 mil no Bolsa Família

A Controladoria-Geral da União (CGU) admitiu ontem falhas no levantamento que apontou uma família de servidor público do Distrito Federal, com renda per capita de R$ 27 mil, como beneficiária do programa Bolsa Família. Segundo o órgão de controle, um registro indevido de CPF levou à apuração de uma renda que “não corresponde” à do beneficiário, “o que descaracterizaria a eventual inadequação de recebimento do benefício em questão”.

Do Terra