Casa da Angélica começa a ter suas paredes erguidas

Fruto da solidariedade de centenas de pessoas de todo o Brasil, a casa da pequena Angélica, no sítio Quipauá na zona rural de Jardim do Seridó começa a ter suas paredes erguidas.

De acordo com Virgínia Carla, coordenadora da campanha, além de quase todo o material de construção doado para a casa, a campanha já conseguiu arrecadar aproximadamente 20 mil reais em dinheiro.

“Se sobrar algum recurso já decidimos que vamos colocar boa parte dele numa poupança em nome da Angélica, onde a mesma só poderá usá-los quando completar 18 anos de idade, será uma ajuda importante para quando a mesma estiver, se Deus quiser, se preparando para a faculdade. A outra metade, pelo desejo de Angélica e de sua mãe, Dona Leia, seria usada na construção da casa do tio da menina, que também mora numa casa de taipa na mesma comunidade rural. Mas toda decisão que vier a ser tomada será de forma transparente e dentro da Lei”, explicou Virginia.