Marcos Dantas

Tumba de Jesus é aberta pela primeira vez em 461 anos


santosepulcro

Da Agência Estado – Pela primeira vez desde 1555 a placa de mármore que sela o que, segundo a tradição Cristã, seria o sepulcro de Jesus foi retirada do lugar. A remoção faz parte de um projeto de restauração e reforço da Edícula, câmara construída em cima do lugar onde Cristo teria sido sepultado e ressuscitado, na Basílica do Santo Sepulcro, em Jerusalém. O santuário é um dos mais antigos e mais importantes do Cristianismo.

O objetivo dos arqueólogos é chegar à caverna onde o corpo de Cristo teria sido colocado após a crucificação. Por anos, especialistas acreditavam que o local estava destruído. No entanto, uma varredura por radar mostrou que a gruta estava íntegra, com profundidade de 1,28m (6 pés).

“O que achamos é surpreendente”, afirmou Frederick Hiebert, arqueólogo da National Geographic Society em entrevista à agência de notícias Associated Press. “Passei um tempo na tumba do faraó egípcio Tutancâmon, mas isso é mais importante.”

Abaixo da primeira peça de mármore os arqueólogos encontraram uma camada de entulho. Porém, após a limpeza desta quinta-feira, uma nova placa de mármore foi identificada. Hiebert acha que a segunda tábua, que possui a inscrição de uma cruz e está rachada ao meio, é do século 12. “Não acredito que esta seja a pedra original. Temos ainda um caminho a percorrer.”

“O mármore cobrindo a tumba foi puxado para trás e ficamos surpresos com a quantidade de material abaixo dele. Será uma longa análise científica, mas nós finalmente poderemos ver a pedra original na qual, segundo a tradição, o corpo de Jesus foi colocado”, explicou Hiebert ao site da National Geographic. Segundo a crença, o corpo de Jesus Cristo teria sido colocado em uma espécie de cama funerária, uma prateleira escavada na parte interna da caverna, logo depois da crucificação.