Tráfico no RN está nas mãos de 10 criminosos

Antes restrito a “becos” e “quebradas” de comunidades carentes, o tráfico de drogas ganha proporções maiores e conquista mais espaço nas grandes avenidas e cidades do interior do Rio Grande do Norte. No estado, a disputa pelo domínio do tráfico é rivalizada por traficantes do Primeiro Comando da Capital (PCC) e do Sindicato do RN, que “se matam” diariamente pelo domínio de territórios.  Listados por fontes da TRIBUNA DO NORTE ligados à polícia, os dez maiores traficantes comandam o comércio de dentro da cadeia e movimentam milhões de reais, outros estão foragidos.   Somente em 2016, a delegacia de narcóticos de Natal prendeu 116 pessoas e apreendeu 300 quilos em drogas. Nas “mãos” dos suspeitos, foram encontrados R$ 374 mil em objetos, sem contar com o valor dos entorpecentes.