Marcos Dantas

Repasse ao TJ e Ministério Público tem novo atraso


O governo do Estado não fez, até agora, o repasse do duodécimo de outubro para os demais Poderes e instituições, como o Ministério Público (MP) do Rio Grande do Norte, o que tem de ser feito até o dia 20 de cada mês e entrou para o quarto mês seguido de atraso. A promessa é que os recursos devidos ao Poderes Judiciário e Legislativo sejam depositados na segunda-feira (31) ou mesmo na terça-feira (1º de novembro), conforme foi dito aos presidentes do Tribunal de Justiça (TJ) e da Assembleia Legislativa, desembargador Cláudio Santos e deputado estadual Ezequiel Ferreira (PSDB), respectivamente, na reunião ocorrida quarta-feira (27) com o governador Robinson Faria (PSD), em que se discutiu uma saída para garantir o pagamento da folha salarial dos servidores de todos os Poderes.

O secretário estadual do Planejamento e das Finanças, Gustavo Nogueira, informou aos Poderes, naquela ocasião, que a área econômica do governo faria um levantamento do fluxo de caixa do Tesouro Estadual, a fim de que no fim de outubro ou começo do próximo mês fosse garantido o repasse de parte do duodécimo para assegurar, pelo menos, o pagamento de salários dos servidores do TJ, Assembléia, MP, Tribunal de Contas do Estado (TCE) e Ministério Público de Contas, junto ao TCE.