Presidente do CBH-PPA demonstra preocupação com indefinições nas obras da Barragem de Oiticicas

As indefinições em torno da liberação de recursos para as obras físicas e sociais da Barragem de Oiticicas, tem deixado o presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu, José Procópio de Lucena preocupado. Se por um lado as obras físicas, mesmo com lentidão avançaram a quase 60% da obra, as sociais vem recebendo muitas críticas.

Na física também tem conseqüências, já que paralisou recentemente por uns 30 dias, tem um mês de salário atrasado dos funcionários, mas como as empresas que compõem o Consórcio tem certa gordura, eles conseguem manter as atividades”, disse Procópio.

A preocupação maior do movimento tem sido com as obras sociais, onde o Consórcio Solo Moveterras vem sendo alvo de muitas críticas, por parte da população de Barra de Santana. Dentre as principais obras sociais estão a nova Barra e o Cemitério.

Existem críticas da comunidade de que a terraplenagem não foi feita como se exigia, tem também criticas a localização das casas e na localização dos pontos comerciais, tem crítica de que o partido urbanístico não cumpriu o acordo com a comunidade, dentre tantas outras”, finalizou.

Confira a entrevista de Procópio Lucena ao Panorama 95