Prefeitura de Santa Cruz paga R$ 788,00 de salário-base aos servidores concursados, abaixo do salário mínimo


​Os servidores da saúde de Santa Cruz iniciaram uma greve nesta terça-feira (21), após tentativas de negociação frustradas com a Prefeitura. A última ocorreu no dia 20/02, com a Secretaria Municipal de Saúde. Os servidores cobram o reajuste do salário-base, atualmente em R$ 788,00, reajuste nas gratificações e condições de trabalho.

O salário base é o mesmo desde 2015. Com isso, permanece abaixo do valor do salário mínimo, atualmente em R$ 937,00. Mesmo somando gratificações e adicionais, alguns servidores permanecem recebendo abaixo deste valor. Uma consulta no Portal da Transparência da Prefeitura mostra que muitos servidores – técnicos de enfermagem, Auxiliares de Farmácia, etc – recebem vencimentos entre R$ 800 e R$ 900.

O Sindsaúde entrou na Justiça em agosto de 2016, pedindo a recomposição do salário-base dos servidores. “Ninguém pode receber abaixo do mínimo. A Prefeitura está cometendo uma ilegalidade”, afirma Franklin Henrique, diretor da entidade. O sindicato alega ainda que os servidores temporários recebem o salário-base igual ao valor do mínimo atual.

As gratificações estão há muito mais tempo congeladas: cerca de oito anos. O valor pago aos servidores de nível médio oscila entre R$ 150 e R$ 200. Valores maiores são pagos a servidores de nível superior, como enfermeiros e médicos, que  superam o salário-base.

Além da recomposição do valor das gratificações, os servidores pedem que parte delas seja levada para a aposentadoria e que seja feito o desconto ao INSS. Um enfermeiro, por exemplo, se aposenta hoje com praticamente o valor do salário-base.