PMs sairão das guaritas dos presídios


Para o presidente da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, Roberto Campos, a retirada de policiais militares das guardas externas dos presídios potiguares reforçaria o policiamento nas ruas. Em toda a rede de unidades prisionais estaduais, existem 600 policiais se revezando nas escalas das guaritas. Na avaliação de Campos, há outros fatores que contribuem para a fuga dos presídios, mesmo com a presença dos guariteiros da PM. “Isso não quer dizer que não poderia colocar uma ou duas viaturas dessas para passar pela região dos presídios também”, disse ele.

O comandante da Polícia Militar do RN, coronel André Azevedo, disse que a contratação de agentes penitenciários temporários tem a finalidade de substituir os policiais. “O governo já anunciou que vai realizar concurso para mais de 500 agentes penitenciários eles vão assumir as guaritas de algumas unidades prisionais”, disse coronel André Azevedo.

Além disso, o Governo do Estado regulamentou, através de decreto, a possibilidade de convocação de policiais militares da reserva remunerada para atuarem na segurança. Com isso, o RN poderá ter um reforço de até 3.366 policiais para atuarem em diversas áreas. Quem se dispuser a voltar para o serviço militar, vai receber um terço a mais sobre suas aposentadorias. Esses valores variam de R$ 6.315,10, para coronéis, a R$ 1.263,02 para soldados.