Marcos Dantas

Ministério da Integração Nacional envia nota ao Blog esclarecendo Adutora Emergencial de Caicó


Sobre as obras da Adutora Emergencial de Caicó, no Rio Grande do Norte, o Ministério da Integração Nacional esclarece que:

1) Os recursos para o empreendimento foram assegurados pelo Governo Federal em agosto deste ano, proveniente da Medida Provisória que destinou aproximadamente R$ 260 milhões às ações de mitigação dos efeitos da seca na região semiárida do país. A adutora vai ampliar o abastecimento de água para uma população de 67,7 mil pessoas no município. O investimento nas obras é de R$ 42,2 milhões;

2) Desde que assumiu a responsabilidade pelo projeto, ainda no mês de agosto, o Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs), órgão escolhido por sua expertise na área, concentrou esforços para agilizar todos os trâmites. A Ordem de Serviço foi assinada no dia 1º de novembro, em Natal, num ato com a presença do ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, do diretor-geral do Dnocs, Ângelo Guerra, e do secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Rio Grande do Norte, Mairton França. A partir de então a empresa responsável pelo fornecimento de material iniciou a entrega da tubulação;

3) É importante ressaltar que um dos principais entraves ao início dos serviços foi solucionado na última semana: o traçado da adutora, de acordo com o projeto elaborado pela Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN), passaria por dentro da área urbana de Jucurutu, exigindo intervenções em solo rochoso, inviável sob o ponto de vista técnico. Além disso, o projeto não quantificou suficientemente o volume de material para serviços de escavação. Toda a estrutura da adutora tem 63,3 quilômetros de extensão;

4) Estudos elaborados por equipes do Dnocs definiram o traçado mais adequado ao empreendimento, que contornará os diques de proteção do município. A área é de propriedade do Departamento, dispensando, portanto, indenizações. As alterações no projeto poderão, inclusive, reduzir custos de serviços;

5) Até a próxima sexta-feira (25), as empresas Saint Gobain e Certa – Construções Civis e Industriais Ltda., selecionadas para fornecimento de material e implantação da adutora, iniciarão a montagem da estrutura. O cronograma contratual para a execução dos serviços é de quatro meses. A expectativa é de que até o mês de fevereiro a obra já esteja em condição de levar água à população de Caicó.

6) A implantação da adutora é apenas parte do esforço do Governo Federal para garantir o abastecimento e melhorar a oferta de água em qualidade e quantidade à população potiguar. Desde 2011, cerca de R$ 3 bilhões em recursos federais foram disponibilizados ao estado do Rio Grande do Norte para obras hídricas estruturantes e emergenciais. Os investimentos também contemplam a instalação de cisternas, construção de adutoras de engate rápido e o abastecimento imediato de comunidades por meio da Operação Carro-Pipa federal e estadual.