Marcos Dantas

Michel Temer cogita tornar voto facultativo e sugere parlamentarismo


O presidente Michel Temer disse em entrevista à jornalista Mariana Godoy, da Rede TV, que o “mal-estar” da população com a política pode explicar o alto índice de abstenções e votos brancos e nulos nas últimas eleições municipais. Ele mencionou, inclusive, que “talvez fosse o caso de começar a examinar a hipótese do voto facultativo”.

“Talvez seja preciso fazer mesmo uma reforma política, e na reforma vai entrar em pauta o chamado voto obrigatório, e o voto facultativo. […] Evidentemente que isso precisa vir acompanhado de uma pregação da cidadania”, disse o presidente.

O pemedebista defendeu também a implementação do parlamentarismo em substituição ao presidencialismo de coalizão vigente no país. No parlamentarismo, o presidente tem função de chefe de Estado, de caráter mais formal e com menos poder nas decisões políticas.

Ao ser questionado sobre as eleições para a presidência da Câmara, Termer disse que tem de haver cuidado para manter a integridade da base. “Como sou muito amigo dos líderes, eu digo que se conseguissem fechar uma candidatura única, seria melhor para a Câmara, para o país e, claro, para o governo”, concluiu.