Dezenas de cidades da Paraíba e do RN passam a ser abastecidas pelo Açude Mãe D’água


Em um comunicado nas redes sociais o presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Piancó-Piranhas-Açu, José Procópio de Lucena confirmou que, para não deixar uma população de mais de 400 mil pessoas, em 26 cidades da Paraíba e 04 no Rio Grande do Norte, já nesta quinta (29), será aberta a tomada d’água do açude Mãe D’Água para o rio Aguiar que levará essa agua para os rios Piancó-Piranhas até a captação da CAERN, em Jardim de Piranhas.

Veja o que escreveu Procópio Lucena:

Como já foi amplamente divulgado a atual vazão defluente do açude Curema para atender as 26 cidades da Paraíba ( mais de 300 mil pessoas) e 04 cidades do Rio Grande do Norte ( em torno de 100 mil pessoas) através da perenização dos  rios Piancó e Piranhas entre as  cidades de Coremas\PB e a captação da adutora Manoel Torres em Jardim de Piranhas\RN não tem sido suficiente.

O reservatório de Curemas a qualquer momento tecnicamente entra em volume morto deixando de sair agua por gravidade, levando ao colapso total o sistema de abastecimento destas cidades. Para evitar tamanho desastre social e humano e atender estas populações será viabilizada nesta quinta-feira (29), a abertura da tomada d’água do açude Mãe D’Água para o rio Aguiar que levará essa agua para os rios Piancó-Piranhas até a captação da CAERN, em Jardim de Piranhas\RN. 

Em nome do Comitê da Bacia Hidrográfica do Piancó-Piranhas-Açu registro que essa operação só será possível em decorrência da unidade, gestão compartilhada, muito diálogo e trabalho coletivo envolvendo a ANA, CBH PPA, AESA, IGARN, DNOCS, CAGEPA, CAERN, CHESF e as Secretarias de Recursos Hídricos do RN e PB.

Isso é direito e uma vitória da sociedade e do sistema de gerenciamento dos recursos hídricos. Diante da criticidade hídrica precisamos fazer um pacto entre as populações urbanas e CAERN\CAGEPA pela prática do racionamento, reuso, rodízio, redução máxima de perdas e economia de agua. Vamos todos e todas, pessoas e instituições, evitar desperdício e fazermos o uso eficiente e consciente de água.

Procopio Lucena
Articulador do Seapac – Presidente do CBH PPA