Marcos Dantas

Após protesto na Secretaria de Planejamento, governo estadual promete normalizar alimentação nos hospitais


No início da tarde desta sexta-feira (11), logo após a manifestação unificada pelo Dia Nacional de Lutas, os servidores da saúde foram até a Secretaria Estadual de Planejamento, cobrar a garantia das suas refeições nos hospitais e a dos acompanhantes. O almoço estava suspenso em seis hospitais, sendo fornecido apenas para pacientes. Em outros, a refeição era fornecida parcialmente.

Os servidores ocuparam o saguão do prédio e uma comissão com o Sindsaúde e um representante de cada hospital foi recebida pelo controlador-geral e pelo secretário estadual de Saúde, George Antunes. Por telefone, o secretário falou com o setor responsável pelo fornecimento dos gêneros alimentícios, que garantiu que a empresa estava abastecendo os hospitais nesta sexta, com estoque até a quarta-feira.

O secretário também falou com o governador, que deu autorização para que a Secretaria de Planejamento liberasse na segunda-feira os recursos necessários para normalizar a alimentação nos hospitais. O Sindsaúde solicitou ainda uma audiência com o governador e os secretários de Saúde e Planejamento, para discutir o colapso nas unidades, a falta de material e de pessoal e o baixo investimento.