Marcos Dantas

ANA autoriza redução de vazão de hidrelétricas do São Francisco até janeiro


 

Da Reuters – A Agência Nacional de Águas (ANA) autorizou a redução da vazão mínima das hidrelétricas de Sobradinho e Xingó, no rio São Francisco, até 31 de janeiro de 2017, segundo despacho publicado pela autarquia no Diário Oficial da União nesta terça-feira. A vazão mínima, que originalmente era de 1.300 metros cúbicos por segundo (m³/s), mas já vinha operando em 800 m³/s, será alterada para 700 m³/s, o que deverá reduzir a oferta de energia dessas usinas para manter um maior nível de água em seus reservatórios, em uma medida necessária devido à forte seca registrada no Nordeste nos últimos anos. Na última semana, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) projetou que as chuvas nas hidrelétricas do Nordeste deverão ficar em apenas 28 por cento da média histórica em novembro, mês que marca o início do período chuvoso no Brasil.

Segundo a ANA, a redução de vazão poderá eventualmente ser suspensa ou revogada em decorrência de informações técnicas que recomendem a revisão da medida. A alteração na vazão tem potencial para elevar os preços da energia elétrica no mercado de curto prazo, ou Preço de Liquidação das Diferenças (PLD), que também influencia os custos de contratos no mercado livre de eletricidade, onde grandes consumidores de energia negociam o suprimento diretamente com geradores ou comercializadoras. As usinas de Xingó e Sobradinho são operadas pela Chesf, subsidiária da estatal Eletrobras.