Marcos Dantas

Agricultores reclamam da burocracia e demora no atendimento durante cadastramento no IGARN Itinerante em Caicó


A revolta tomou conta de muitos agricultores que vieram realizar o cadastramento da renovação de licença do uso de água, durante atendimento do IGARN Itinerante, em uma das salas da ADESE em Caicó. Formada por apenas três atendentes, a equipe não tem sido suficiente para atender a demanda, e muitos agricultores tem voltado sem conseguir realizar o cadastramento.

Para quem é acostumado a acordar às 4 horas da madrugada e pegar logo cedo na luta diária do campo, esperar um atendimento começar as 9 horas da manhã, chega a ser desestimulante. Outro ponto reclamado é a burocracia e cobrança de documentos para a realização do cadastro. “Querem resolver em poucos dias uma coisa que demorará tempo para concluir”, disse um agricultor que voltou pra casa, cansado de esperar.