Advogados de Lula estudam processar João Doria por fala sobre visita em Curitiba


16278318

Os advogados de Lula estudam entrar com medidas judiciais contra João Doria. O prefeito eleito disse em entrevistas que gostaria de em breve visitar o ex-presidente em Curitiba, onde estão presos investigados da Lava Jato. Afirmou que levaria chocolates e até um cisne de presente a ele. Lula já apresentou outra interpelação criminal contra Doria na Justiça em abril, quando ele afirmou que o petista deveria participar da campanha municipal em São Paulo “antes de ser preso”. O tucano disse que até pediria ao juiz Sergio Moro, que participou de vários eventos de seu grupo empresarial, que adiasse a detenção do ex-presidente.

Ao se defender, Doria, que afirma ser gestor e não político, deu forte colorido à sua “destacada atuação na vida pública”. Afirmou que sempre esteve “no centro da vida política nacional” e elencou os “cargos governamentais” que ocupou. Citou a secretaria de Turismo na gestão de Mario Covas prefeito e a presidência da Embratur no governo Sarney. Na defesa, Doria afirmou que “jamais teve a intenção de ofender a honra do ex-presidente da República ou de ridicularizá-lo”. A disputa, na ocasião, foi encerrada.