Vereadores denunciam prefeita de Equador por supostas contratações durante prazo vedado pela Lei Eleitoral

O Ministério Público instaurou inquérito civil para apurar uma eventual prática de ato de improbidade administrativa pela Prefeita de Equador, Noeide Clemens Ferreira de Oliveira ao contratar temporariamente pessoal fora dos casos permitidos em lei durante período vedado pela legislação eleitoral no ano de 2016. A denúncia que gerou o inquérito foi feita pelos vereadores Lutembergue Guedes Vanderlei (Berg), e Fábio Aurélio Bulcão, além de Cletson Rivaldo de Oliveira e Josimar Antônio de Souza.