Repatriada de Gaza, família de brasileiros faz pedido de proteção ao governo após ameaças

Hasan Rabee posa com brasileiros em avião da FAB
Hasan Rabee posa com brasileiros em avião da FAB — Foto: Reprodução/Instagram

Um brasileiro repatriado da Faixa de Gaza na última semana fez um pedido de proteção para sua família, após seu retorno ao Brasil. De acordo com a advogada Talitha Camargo da Fonseca, que representa Hasan Rabee, seu cliente recebeu mais de 200 ameaças pelas redes sociais.

— Mais de duas centenas de ameaças. E não são de perfis fakes, são de perfis reais. Temos que garantir que esses brasileiros repatriados tenham uma condição de vida aqui — disse a advogada ao GLOBO sobre o pedido de proteção feito ao Programa de Proteção aos Defensores de Direitos Humanos, Comunicadores e Ambientalistas, vinculado ao Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania — Eles saíram de uma guerra, tem parentes que continuam lá e são confrontados com ameaças e discurso de ódio. É inadimissível.

Ainda segundo Talitha Camargo, outra solicitação, dessa vez de escolta, será protocolada ao Ministério da Justiça nas próximas horas. A advogada diz ainda que Hasan Rabee e sua família tem medo de sair de casa.

— O programa de proteção em si acaba sendo uma intercolução mais rápida com autoridades caso ocorra alguma coisa. Eles não preveem escolta, o que é um grande problema — completa a advogada.

Publicações de 2015 feitas por Hasan Rabee passaram a circular nas redes sociais após a sua chegada ao Brasil. Em uma delas, ele sugere a queima de um ônibus em Israel.

Ao chegar em São Paulo em um voo da Força Aérea Brasileira nesta quarta-feira, ele foi questionado pela imprensa e relatou não se lembrar das publicações. Rabee também afirmou que o material estava sendo usado para ameaçá-lo, já que ele seria um dos mais ativos do grupo de repatriados. Na manhã de quarta-feira, ele publicou um texto defendendo a paz entre Palestina e Israel.

Fonte: O Globo

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.