Redoma de calor pode atuar no Centro-Sul do país durante todo o inverno

Mapa mostra atuação de onda de calor na região Central do país
Mapa mostra atuação de onda de calor na região Central do país — Foto: Laboratório Lapis/Ufal

A redoma de calor que está na área central do Brasil e o calor podem permanecer durante todo o inverno, de julho a setembro. A previsão é do Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites (Lapis), da Universidade Federal de Alagoas, baseado em dados de satélites.

Calamidade no RS: Acompanhe as notícias sobre as enchentes

O bloqueio atmosférico afeta grande parte do país desde o fim de março, dificultando a formação de chuvas nas regiões Sudeste e Centro-Oeste. Em junho as temperaturas devem ficar em torno de 4ºC acima da média, segundo a previsão.

— O bloqueio estará dominante no Centro-Sul do país e será persistente. Isso significa que teremos um inverno com chuvas abaixo da média, temperaturas acima da média e condições de estiagem em toda a região Centro-Sul do país – afirma o pesquisador Humberto Barbosa.

Normalmente os meses de junho, julho e agosto já são períodos secos, mas os últimos 40 dias indicam que neste ano a estiagem está maior.

Na capital paulista, o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE-SP) registra em maio apenas 2mm de chuvas até esta quinta-feira, o que corresponde a apenas 3,6% dos 55,3 mm esperados para o mês.

O Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) indicou, na semana passada, que a situação de seca deve se intensificar no norte do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, sul do Pará e no interior de São Paulo. As chuvas dos últimos meses já estiveram abaixo da média e, de acordo com os pesquisadores, 72 municípios do Brasil poderão ser classificados com seca extrema.

Fonte: O Globo

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.