Reabertura da economia acontece de forma gradual na maioria das cidades

Aberto, mas nem tanto. Fechado, mas funcionando. Diante da pandemia, mas também do medo de seus comerciantes irem à falência, cidades brasileiras tentam fazer uma ginástica para reabrir comércios, lojas, bares, restaurantes, salões de beleza e academias sem impactar a capacidade de leitos hospitalares para pacientes com Covid-19. A Folha de S. Paulo mapeou 81 municípios, entre capitais e cidades populosas ou sedes de região, para apontar quais mantiveram o comércio e os serviços funcionando, quais voltaram atrás e baixaram as portas e aqueles que nem sequer se arriscaram em reabrir. Em quase todos os casos de reabertura, há limitações. Há restaurantes que funcionam poucas horas; alguns, só com agendamento ou sem permitir venda de bebida alcoólica.