Produtores de queijo vinculados ao Governo Cidadão são premiados em Concurso Mundial

Oito produtores de queijo vinculados ao Projeto Governo Cidadão tiveram suas produções de manteiga da terra e queijos de coalho e de manteiga premiados no 2° Concurso Mundial do Queijo do Brasil, realizado na capital paulista entre os dias 15 e 18 de setembro, no Teatro B23. Os queijeiros potiguares conquistaram 11 medalhas de ouro, prata e bronze em uma competição acirrada que contou com as melhores produções artesanais de 11 países e mais de 100 produtores nacionais.

Os premiados passaram pelo crivo de 180 jurados nacionais e estrangeiros que avaliaram 1.133 produtos inscritos de 11 países: Brasil, México, Panamá, Estados Unidos, Portugal, Espanha, França, Itália, Suíça, Inglaterra e País de Gales.

O 2º Concurso de Queijos e Produtos Lácteos, realizado durante o evento, elegeu os melhores em diversas categorias, distribuindo 484 medalhas. Os oito produtores premiados e apoiados pelo Governo Cidadão foram:

  • 1.      Antônio Pereira da Costa (São João do  Sabugi) – Manteiga da terra    – Medalha de Ouro
  • 2.      Celso Luís Almeida de Souza (Jucurutu) – Manteiga da Terra –   Medalha de Bronze
  • 3.      José Fausto de Medeiros Neto (Jardim de Piranhas) – Queijo de Manteiga – Medalha de Ouro
  • 4.      José Lopes de Medeiros (Caicó) – Manteiga da Terra – Medalha de       Prata / Queijo de Manteiga – Medalha de Ouro
  • 5.      Isaías do Patrocínio Fernandes de Morais (São João do Sabugi) –        Manteiga da Terra – Medalha de Bronze / Queijo de Manteiga –          Medalha de Prata
  • 6.      Lucenildo Firmino de Souza (Tenente Laurentino) – Manteiga da          Terra – Medalha de Bronze / Queijo de Coalho – Medalha de Bronze
  • 7.      Marcelo Roque de Medeiros (Parelhas) – Manteiga da terra –     Medalha de Ouro
  • 8.      Nadjane de Brito Pereira Costa Lopes (Caicó) – Queijo de Manteiga     – Medalha de Prata

Marcelo Roque é um dos que está exibindo com orgulho a Medalha de Ouro obtida pela qualidade de sua manteiga de garrafa produzida na queijeira de 61m² construída e equipada no Sítio Cachoeira, na zona rural do município de Parelhas, de onde também saem 25 quilos de queijo todos os dias. O produtor ressalta a importância dos investimentos através do Governo Cidadão, que “colocaram a manteiga e o queijo do Rio Grande do Norte em um outro patamar de qualidade, a ponto de competição em um evento importante como esse”.

O produtor relata a rica experiência no evento, no qual ele e seus colegas puderam conhecer outras técnicas de produção do Brasil e de fora. “Foi a primeira vez que saí do estado e já ganhei esse prêmio. Meu celular até travou de tanta foto que tirei, de tanta coisa que salvei”, brinca o queijeiro. Sua unidade produtiva recebeu R$ 246.219,32 em benefícios.

Os queijos tradicionais do Rio Grande do Norte competiram com tipos diversos como minas frescal e parmesão, na eleição que deu o primeiro lugar geral a um Gruyère Reserve vindo da Suíça. Além do 2º Concurso de Queijos e Produtos Lácteos, o evento contou, ainda, com o 1º Concurso de Melhor Queijeiro do Brasil (quem produz) e o 1º Concurso de Melhor Queijista do Brasil (quem vende), mais 33 conferências e Rodadas de Negócios, programação da qual os queijeiros potiguares tiveram a oportunidade de participar.

INVESTIMENTOS

“A conquista desses produtores só confirma o retorno positivo que o Edital do Leite e Derivados do Governo do Estado está trazendo à agricultura familiar e à economia solidária”, reforçou o secretário estadual de Infraestrutura, Gustavo Coêlho, coordenador do Projeto Governo Cidadão (em Substituição Legal – Portaria Nº 68, de 28 de março de 2022, publicada no Diário Oficial do Estado em 29 de março de 2022).

Juntos, os produtores receberam, nos últimos anos, investimentos que somam R$ 1,8 milhão aplicado na construção de suas unidades produtivas e na compra de aparelhos, a partir da ação do Governo do RN, por meio do Projeto Governo Cidadão e da Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (Sape/RN), que segue colaborando para o fortalecimento da pecuária leiteira pelo interior do estado, pois todos são integrantes do Edital do Leite e Derivados do Governo do Estado.

EDITAL DO LEITE E DERIVADOS DO RN

O Edital do Leite e Derivados do Governo do Estado, por meio do Governo Cidadão e da SAPE, construiu e está aparelhando 39 queijeiras ligadas às cooperativas Agropecuária do Seridó (CAPESA) e dos Agricultores Familiares do Seridó (COAFS). Todas as unidades foram estruturadas sob os padrões sanitários vigentes.

A COAFS e a CAPESA ainda receberam, respectivamente, reforma e usina fotovoltaica que fornecerá parte da energia de que necessitam. No caso da CAPESA, a usina serve ao funcionamento das unidades de beneficiamentos ligadas à cooperativa. O Edital se deu a partir do investimento estatal que ultrapassa os R$ 20 milhões, viabilizados pelo acordo de empréstimo junto ao Banco Mundial.

PRODUTOS PODEM SER COMPRADOS EM NATAL

Os produtos premiados no concurso podem ser comprados em Natal, na Feirinha da Agricultura Familiar e da Economia Solidária, no Centro Administrativo. Na edição desta quarta-feira (21), por exemplo, a Manteiga da Terra premiada com Medalha de Bronze produzida em São João do Sabugi na queijeira comandada por Isaías do Patrocínio já estava à disposição para venda. Quinzenalmente, às quartas-feiras, das 7h30 às 12h, a COAFS, ocupa uma das 16 barracas da feirinha com queijos de manteiga e de coalho, manteigas e outros itens de produção artesanal.