Prefeito de Caicó recebe apoio da CDL, ACISC, Sindvarejo, Casa do Empresário e Sebrae para reativar campanha “comércio seguro”

No final da manhã desta quarta-feira (03), o prefeito Dr. Tadeu e os representantes das entidades de classe do comércio de Caicó, Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL, Associação Comercial, Industrial e Serviços – ACISC, Sindicato do Comércio Varejista – Sindvarejo e Casa do Empresário, anunciaram em entrevista coletiva à imprensa, a reativação da campanha “Comércio Seguro”. Ainda esteve presente, o gerente-regional do Sebrae, Pedro Alexandre de Medeiros.

O projeto consiste na conscientização de empresários e seus funcionários de estabelecimentos comerciais quanto a necessidade de praticar as medidas sanitárias para conter o contágio do novo coronavírus. As equipes da Vigilância Sanitária do Município atuarão em parceria com o pessoal da Casa do Empresário e Sebrae.

Em sua fala, o Dr. Tadeu fez um relato da situação atual do Hospital Regional do Seridó, referência em atendimentos de pessoas com Covid-19.

“Por causa do aumento das internações, a gente tem que tomar uma série de medidas para redobrar os cuidados. É preciso dizer que nós não temos o intuito de prejudicar a economia da nossa cidade, mas, é preciso um regramento. Estamos vivendo uma segunda onda da pandemia. Vamos trabalhar, juntos, com prevenção. As pessoas estão passando mais tempo internadas e por isso os leitos estão ficando ocupados sem rotatividade. O Rio Grande do Norte, está praticamente vivendo um colapso nas redes públicas e privadas que atendem Covid. Não podemos tratar da pandemia sem cuidar da economia. Não queremos que ocorra o fechamento de postos de trabalho em Caicó”, disse.

O diretor da Casa do Empresário, Dênio Oliveira, disse que a entidade já realiza ações de conscientização junto aos associados, seus colaboradores e clientes, mas, “é preciso fazer ainda mais e por isso peço à população que se sensibilize. Quando vier ao comércio, use máscara, faça sua parte”. Ele ainda declarou que a Casa do Empresário está à disposição e que vai voltar a fazer as orientações na campanha “Comércio Seguro”.