Potiguar rebate boatos e diz que não afirmou estar com coronavírus

O potiguar Gustavo Pereira, de 25 anos, disse nesta quinta-feira (13) que não informou aos profissionais do Hospital Giselda Trigueiro sobre a possibilidade de estar com coronavírus. Segundo o jovem, o médico que o atendeu “deduziu” se tratar de um caso suspeito.

Ao Agora RN, Gustavo contou que foi até o hospital para uma consulta de rotina. Durante a conversa com o médico, falou que estava com um sangramento nasal e sintomas de gripe. Logo, segundo o rapaz, o médico perguntou se ele havia entrado em contato com estrangeiros nos últimos dias.

“Eu tenho leucemia mieloide crônica. Minha consulta com o médico hematologista já estava agendada para o dia 12 [quarta-feira]. Quando falei sobre o sangramento, ele perguntou se eu tinha entrado em contato com estrangeiros e eu disse que sim, que havia entrado em contato com chineses, argentinos e mexicanos em Pipa no fim de janeiro”, relatou Gustavo.

Após a consulta na quarta, Gustavo foi levado para uma área de isolamento dentro do hospital, onde permaneceu até a tarde desta quinta-feira (13). Após alguns exames, foi transferido para a enfermaria da unidade hospitalar e segue internado aguardando os resultados.

“Não quis causar pânico no estado, muito menos ganhar fama e atenção da imprensa. Eu não cheguei lá no hospital afirmando que tinha a doença. Uma prima minha, que tem uma briga comigo, ajudou a espalhar os boatos nas redes sociais”, disse o jovem.

Agora RN