Polícia suíça abre investigação sobre desaparecimento de brasileiro em viagem de negócios

Márcio Rodrigues da Silva, de 44 anos, viajou ao país europeu para entregar documentos referentes a um investimento virtual

A polícia da Suíça confirmou que está ciente sobre o caso do brasileiro desaparecido no país e afirmou que uma investigação foi aberta para apurar todos os detalhes sobre o que aconteceu com Márcio Rodrigues da Silva, de 44 anos, antes do desaparecimento em Zurique. O brasileiro viajou ao país europeu para entregar documentos referentes a um investimento virtual.

Empresário, Rodrigues chegou a enviar uma mensagem de voz para a mulher, Ana Lúcia da Silva, antes do sumiço. Ele viajou para o país europeu no dia 7 de novembro, e chegou lá no dia 8. Segundo informações divulgadas pela TV Tem, o brasileiro também mandou fotos e vídeos do aeroporto de Zurique para a mulher.

A mulher de Márcio contou, em entrevista à TV, que ele atua no ramo de produtos terapêuticos, e que os tais documentos deveriam ser entregues pessoalmente a um grupo de pessoas da suposta empresa de investimentos.

Ao encontrar com as pessoas, no entanto, ele disse à mulher que achava ter caído em um golpe, e enviou um áudio.

“Seja o que Deus quiser, tá bom? Eu acho que nós caímos em uma cilada, tá bom? Muito grande. Eu vou torcer para que Deus me mantenha vivo. Eu vou falar uma coisa, amor, de coração: se acontecer alguma coisa comigo, saiba que te amo muito”, diz o conteúdo do áudio enviado a Ana Lúcia e divulgado pela TV Tem.

Após a mensagem, Márcio não retornou mais as mensagens. Ana Lúcia conta ter registrado ocorrência, e está em contato com a Interpol.

O Ministério das Relações exteriores afirma que a privacidade prevista na Lei de Acesso à Informação não permite que mais informações sobre o caso sejam divulgadas.

Fonte: O Globo