PM antecipa bloqueio da Esplanada dos Ministérios por risco de invasão

Sob risco de invasão da Esplanada dos Ministérios por caminhões e outros veículos pesados de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), a Polícia Militar do Distrito Federal antecipou para a noite de segunda-feira (5), a interdição das vias que dão acesso ao Congresso e à Praça dos Três Poderes. O bloqueio das pistas do Eixo Monumental estava previsto para ser feito apenas no dia 6, véspera das comemorações do 7 de Setembro.

Um desfile de caminhões e ônibus buzinando pela Esplanada na noite de segunda-feira fez com que a PM  colocasse em prática o plano da interdição. No ano passado, na véspera do feriado da independência, caminhões estacionaram na Esplanada antes do bloqueio da segurança e passaram a ser um dos principais focos de preocupação devido aos riscos de invasão à praça dos Três Poderes.

A interdição da avenida que dá acesso à Esplanada foi feita com patrulhamento reforçado por veículos da Polícia Militar. Além de sinalização também foram levados blocos de concreto para impedir a passagem de automóveis de grande porte. Um grupo de policiais foi destacado para montar guarda no local para evitar invasões durante a noite. Como revelou o Estadão, o governo do DF montou esquema reforçado de segurança temendo risco de protestos radicais por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro. O efetivo policial foi todo colocado em alerta para o dia 7 de setembro.