Plano estratégico da Petrobras detalhará valor para aquisições

Petrobras está finalizando seu planejamento de investimentos para os próximos 5 anos. Na foto, a fachada do edifício-sede da estatal no Rio de Janeiro

O Plano Estratégico da Petrobras 2024-2028, que está em fase final de elaboração, deverá detalhar o orçamento para possíveis fusões e aquisições. A declaração foi dada nesta 6ª feira (10.nov.2023) pelo diretor-executivo Financeiro e de Relacionamento com Investidores da estatal, Sérgio Caetano Leite.

“Queremos sim divulgar [no plano] o que faremos em fusões e aquisições e que de forma as faremos”, disse durante videoconferência a investidores em que foram detalhados os resultados da Petrobras no 3º trimestre, quando a empresa lucrou R$ 26,6 bilhões.

O planejamento de investimentos da estatal deve descriminar o que poderá ser alvo de aquisição. A Braskem, por exemplo, tende a entrar na lista. O controle acionário da petroquímica está à venda pela Novonor (ex-Odebrecht), mas a Petrobras, como acionista no negócio, tem direito de preferência na transação.

O diretor afirmou que a Petrobras tem interesse no setor petroquímico, mas tem estudado o negócio com cuidado e ainda não há nenhuma posição. Disse ainda que qualquer decisão de venda caberá a Novonor e que a petroleira não tem uma projeção de quando serão finalizadas as negociações.

Segundo Caetano, o plano de investimentos atualmente está na reta final de validações internas. Sinalizou que os valores podem mudar após análise de todos os setores envolvidos. A perspectiva inicial é que o planejamento supere US$ 100 bilhões, de acordo com reportagem do Estadão.

No último plano divulgado, para os anos 2023-2027, e elaborado ainda na gestão de Jair Bolsonaro (PL), os investimentos totalizaram US$ 78 bilhões.

Além de fusões e aquisições e novos investimentos em plantas de refino e de fertilizantes, o plano deve trazer uma expansão considerável para a área de transição energética.

Na 5ª feira (9.nov), o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse que a Petrobras aumentará consideravelmente a proporção dos investimentos em energia renovável no plano de 2024 a 2028. Não citou números.

“Eu não memorizei o número, mas sei que há uma ampliação considerável nos investimentos da Petrobras em energia renovável [em relação ao que tem o plano atual de 2023 a 2027], disse. O plano anterior, de 2023 a 2027, previa destinar R$ 4,4 bilhões para a transição energética.

Na apresentação aos investidores, Leite afirmou que a Petrobras admitiu 270 novos funcionários no 3º trimestre. Afirmou que a companhia vem de um processo de desinvestimentos que reduziu o número de empregados, mas que a nova visão da empresa vai exigir aumento de pessoal.

Segundo ele, está em estudo novas admissões. Ele não detalhou, no entanto, número de vagas. A Petrobras realiza suas contratações por meio de concurso público.

O lucro líquido da Petrobras no 3º trimestre de 2023 foi 42% inferior ao registrado no mesmo período do ano passado. Caiu de R$ 46 bilhões para r$ 26,6 bilhões. Eis a íntegra do balanço (PDF – 1 MB).

O lucro bruto no trimestre foi de R$ 66,3 bilhões. De acordo com a estatal, o resultado foi influenciado pela valorização do petróleo e por maiores volumes de exportações e de vendas de derivados. Por outro lado, o resultado líquido foi impactado pela desvalorização do real frente ao dólar, e maiores despesas operacionais, com destaque para maiores custos exploratórios e menor ganho com venda de ativos.

No acumulado de 2023, o lucro líquido da companhia está em R$ 93,5 bilhões. O valor é 35% inferior ao registrado nos primeiros 9 meses de 2022. A queda é explicada pela desvalorização do barril em comparação com o ano passado. A petroleira disse que a variável não afetou não só a Petrobras, mas a indústria de óleo, gás e derivados como um todo. A estatal disse ainda que seu fluxo de caixa operacional está acima da média das empresas do setor.

As receitas da companhia caíram 26,6% na comparação do 3º trimestre de 2022 com o deste ano. A arrecadação com vendas foi de R$ 124,8 bilhões.

Fonte: Poder360

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.