Plano de investimento definirá dividendos da Petrobras, diz Haddad

Fernando Haddad
O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, concedeu entrevista a jornalistas nesta 4ª feira (3.abr.2024)

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse nesta 4ª feira (3.abr.2024) que tratou do plano de investimentos da Petrobras em reunião com os ministros Rui Costa (Casa Civil) e Alexandre Silveira (Minas e Energia). O chefe da equipe econômica afirmou que o assunto é determinante para decidir sobre a distribuição de dividendos.

“A decisão sobre dividendos é desdobramento da execução do plano de investimento da Petrobras”, declarou em entrevista a jornalistas, na Fazenda.

Assista (2min10s):

Haddad disse que a assunto a ser debatido com diretoria e conselho de administração é “se vai ou não faltar recursos para execução do plano de investimentos”. O ministro da Fazenda declarou que um cronograma sobre o plano foi traçado, mas não deu detalhes dos prazos.

Afirmou ainda esperar “informações finais da diretoria da Petrobras com base nas provocações” de integrantes do conselho. Segundo ele, há um entendimento de que o caixa da estatal “está suficientemente robusto para não colocar em risco a execução” do plano de investimentos.

Até as 18h52, a reunião não constava na agenda oficial de Haddad.

Em 7 de março, a empresa havia decidido não pagar dividendos extraordinários referentes ao lucro de 2023 para destinar os recursos para a reserva. Na ocasião, o Conselho da Petrobras aprovou a proposta de encaminhar à AGO (Assembleia Geral Ordinária), marcada para 25 de abril, uma distribuição de dividendos equivalentes a R$ 14,2 bilhões, ou seja, o mínimo previsto em sua política.

Outros R$ 43 bilhões serão retidos em reserva estatutária, mecanismo criado em 2023 com a aprovação de um novo estatuto da estatal.

Leia também:

Fonte: Poder360

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.