Pesquisas da Fecomércio RN destacam aprovação do público da Festa de Sant’Ana em Caicó e Currais Novos

A Fecomércio RN entregou, nesta quarta (14) e quinta-feira (15), pesquisa de Perfil de Participantes e Percepção dos Empresários quanto a Festa de Sant’Ana em Currais Novos e Caicó. Os eventos, que reuniram a classe empresarial e poder público, aconteceram nas sedes dos sindicatos do comércio varejista das duas cidades. 

Em Currais Novos, a Festa de Sant’Ana recebeu aprovação, atingindo média acima de 9, com 99,6% dos entrevistados recomendando os festejos. Entre os empreendedores, 84,7% afirmam que a festa afeta positivamente os seus negócios.  

Além disso, há uma circulação financeira de quase 18 milhões de reais. Quando ao gasto médio individual por dia, a pesquisa aponta que visitantes e turistas desembolsam cerca de R$ 330 reais durante os dias da Festa de Sant’Ana em Currais Novos. Já 39,8% dos entrevistados relataram que souberam da realização dos festejos por meio de amigos e familiares.  

“A pesquisa é muito importante não só para o empresariado, mas para o poder público, bem como a paróquia da cidade, que, a partir dessas informações, trará mais uma ferramenta de desenvolvimento para a cidade. Agradeço aqui o presidente Marcelo Queiroz por atender nossa demanda”, afirmou o presidente do Sindivarejo Currais Novos, Helder Araújo.  

O documento foi entregue a vice-prefeita, Ana Albuquerque, que representou o chefe do executivo, Odon Júnior. Ela apontou as necessidades de melhorias mostradas pela pesquisa.  

“Agora, temos como planejar melhor os nossos eventos, melhorando o que foi apontado. A Festa de Sant’Ana é uma festa grandiosa para todos os setores”, comentou a gestora. 

O pároco de Santana de Currais Novos, padre Cláudio Dantas, disse que a pesquisa aumenta a responsabilidade para as próximas festas. “Fico feliz com a pesquisa. Não conseguia mensurar o impacto do evento na região de Currais Novos, como grande geradora de empregos e oportunidades”, disse. 

O presidente da Fecomércio RN, Marcelo Queiroz, que fez a abertura da apresentação, reforçou o papel da festa no fomento da economia curraisnovense e do trabalho conjunto da gestão municipal com o Sistema Comércio potiguar. 

O dirigente chamou a atenção que os números das pesquisas do Instituto Fecomércio podem auxiliar, tanto a iniciativa privada, como poder público, na tomada de decisão para a festa do próximo ano. 

“Os números reforçam a importância e a boa receptividade do evento, quando registramos que maior parte dos entrevistados afirmam que a Festa de Sant’Ana afeta os seus negócios positivamente e quase 100% do público tem a intenção de voltar ao evento”, detalhou o presidente. 

Caicó 

Já na cidade de Caicó, a Festa de Sant’Ana superou a nota média registrada em 2018, que foi de 8,8%, atingindo uma média acima de 9, confirmando a aceitação do público sobre o evento. Além disso, 99,6% dos entrevistados recomendam a festividade e 96,8% pretendem voltar ao evento. 

“A Festa de Sant’Ana de Caicó faz parte do calendário de eventos do nosso estado e transforma a cidade. Acredito que as pesquisas irão contribuir no planejamento e desenvolvimento das estratégias, para expandir os resultados, que geram emprego, renda e receitas para a cidade”, afirmou o presidente Marcelo Queiroz. lembrando que 73% dos empreendedores afirmam que o evento afeta positivamente os seus negócios. 

A presidente do Sindivarejo Caicó, Íldica Vale, agradeceu ao Instituto Fecomércio pela entrega “de dados com credibilidade que irão ajudar os empresários a se preparem para os grandes eventos da cidade”.  

O prefeito do município, Judas Tadeu, garantiu que os estudos da Fecomercio irão nortear os gestores em pontos de atenção. “Temos um instrumento de balizamento, comprovando em números, o que já vimos a olho nu. Foi uma festa participativa, que movimentou a cadeia produtiva em vários segmentos e valoriza o artista local”, comentou o gestor.  

O pároco da catedral de Sant’Ana, padre Alcivan Tadeu, disse que os levantamentos vão auxiliar na melhoria dos trabalhos e ações desenvolvidas pela comissão organizadora do evento. 

“Não tínhamos ideia da participação e impacto das festividades aqui no município. As pesquisas são importantes não só para o comércio, mas também pra paróquia, servindo de parâmetro para as próximas edições”, completou.