Passageiro é retirado pela PF de voo que ia para Fortaleza por ofensa homofóbica

Um homem foi retirado pela Polícia Federal de um voo que partia de São Paulo para Fortaleza, depois de ter ofendido comissários com acusações homofóbicas. O caso ocorreu durante a preparação de decolagem de um voo da Latam na segunda-feira.

Segundo testemunhas, os comissários de bordo foram alvo de ofensas por um passageiro, após realizarem instruções para o voo LA3333, no Aeroporto internacional de Guarulhos (SP). Há mais de um ano a homofobia é considerada crime no Brasil.

A companhia informou que solicitou o apoio da PF para realizar o desembarque do passageiro em função de “comportamento indisciplinado”. Mundo corporativo:  Sob pressão, empresas encaram a diversidade e mudam estruturas para contratar mais negros, mulheres e LGBTs

Em nota, disse que “repudia veementemente qualquer tipo de ofensa e reitera que qualquer opinião que contrarie o respeito não reflete os valores e os princípios da empresa”. O caso teve grande repercussão nas redes sociais. Pelo Twitter, um usuário comentou o acontecimento relatando que o comissário teria pedido para o passageiro levantar a poltrona para a decolagem e, em resposta, teria sido ofendido por conta de sua sexualidade.

Do Globo