Padre Antonio: “Caridade não dá visibilidade, mas temos que chegar aos menos assistidos”

20140310-172342.jpg

Padre Antonio Carlos Cruz Santos disse que estava feliz ao saber que a dimensão social não foi esquecida na diocese de Caicó. Segundo ele, diferentemente de uma ONG, a Igreja é movida pela fé e deve gerar amor. “Caridade não dá visibilidade, mas temos que chegar aos menos assistidos. Fundamentalmente a evangelização precisa servir aos irmãos e meu posicionamento vai depender muito de vocês”, ressaltou o futuro pastor do Seridó aos técnicos e voluntários.

“O trabalho social não dá ibope, mas espero que a partir do papa Francisco possa ter mais valorização. Quero reforçar isso na diocese e para outros desafios que a gente possa ousar mais”, concluiu.

© 2024 Blog do Marcos Dantas. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site sem prévia autorização.