Olavo de Carvalho: “Bolsonaro pode ser burro, mas não ladrão”

Embora diga que o presidente Jair Bolsonaro deve ser qualificado mais como um “seguidor de YouTube” do que como um discípulo de sua filosofia, o escritor Olavo de Carvalho mantém um discurso sintonizado com o do Palácio do Planalto. Quase um ano e meio após o início da atual gestão, Olavo afirma que o presidente é “morbidamente honesto”. Para advogar pela honestidade e inocência de Bolsonaro, o escritor concede até dizer que ele é “despreparado”.

“Você pode chamá-lo de burro, de mau administrador, mas de ladrão você não vai conseguir”, afirma Olavo, que mora há 16 anos nos Estados Unidos. Para o escritor, a culpa pelas dificuldades do governo é do Supremo Tribunal Federal e do Congresso. “Eles estão apenas interessados em destruir Bolsonaro”, disse à BBC News Brasil, em uma entrevista feita por vídeo, de sua casa na pequena cidade de Petersburg (Virgínia), no dia 14 de maio. O destaque é da Folha de S. Paulo.

Olavo de Carvalho conversou com a BBC News Brasil de sua casa nos EUA no dia 14 – BBC News Brasil