Na Paraíba, ex-secretária vira ré após Justiça receber denúncia da Operação Calvário

Do Portal Correio – Presa preventivamente desde o dia 16 de março, a ex-secretária de Administração do Estado, Livânia Farias, virou ré no caso investigado pela Operação Calvário. Com a decisão da Justiça, que acatou o recebimento da denúncia feita pelo Ministério Público, Livânia é considerada acusada de corrupção por suposto envolvimento em organização criminosa, envolvendo a Cruz Vermelha, Organização Social que gerencia hospitais no Estado. Veja o documento.

A ação penal movida contra Livânia e outros cinco réus ( Elvis Rodrigues Farias, Maria Aparecida de Oliveira, Daniel Gomes da Silva, Michele Louzada Cardoso e Leandro Nunes Azevedo) tramita na 5ª Vara Criminal de João Pessoa.

A defesa de Livânia tentou reverter a prisão preventiva, mas teve o pedido negado pela Justiça, que identificou todos os elementos que justificam o recolhimento da ex-secretária. Segundo a juíza do caso, Andréa Gonçalves Lopes Lins, a peça acusatória possui indícios de autoria. “Os fatos narrados configuram crimes, havendo, portanto, motivação jurídica para deflagração da persecução criminal em juízo e suas consequências jurídicas”, argumentou.