Mutirão envolvendo processos do SFH alcança cerca de 720 acordos no quarto dia

O mutirão de conciliação promovido pela Justiça Federal no Rio Grande do Norte e pela Justiça Estadual, em ações de indenizações do seguro habitacional do SFH, com previsão de atendimento  de 800 famílias proprietárias de casas do conjunto  Parque dos Coqueiros, Zona Norte de Natal, já alcança números excepcionas. Em quatros dias de atendimentos, foram realizadas cerca de 720 audiências, com 99,99% de acordos. 

A cooperação judiciária entre o Tribunal Regional Federal da 5ª Região e o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte está proporcionando um evento inédito, em que todos os acordos estão sendo homologados conjuntamente pela Juíza Federal Coordenadora do CEJUSC da JFRN em Natal, Gisele Leite, e pela Juíza de Direito designada pelo TJRN para atuação no mutirão, Daniella Simonetti. 

Até a quinta-feira as audiências se realizaram na Escola Estadual de Educação Profissional Prof. Djanira Brasilino de Souza, no próprio conjunto Parque dos Coqueiros. Nesta sexta-feira, os atendimentos seguem, porém agora no prédio sede da JFRN, nas instalações do CEJUSC no 1º andar. 

O mutirão de conciliação é projeto-piloto no âmbito da Mediação Nacional do Seguro Habitacional, em curso no Superior Tribunal de  Justiça, cuja equipe de mediação é coordenada pelo advogado Aldir Passarinho (ex-ministro do STJ) e pela advogada Juliana Loss .