Município de Caicó e forças de segurança organizam estratégias para cumprimento do novo decreto

Na sexta-feira (07), a secretaria municipal de Saúde reuniu as forças de segurança, no auditório do Centro Administrativo, onde foram discutidas as ações de cada órgão em relação ao novo decreto municipal, que foi publicado na tarde desta sexta-feira.

Em entrevista à imprensa, a técnica da Secretaria Municipal de Saúde, Redianne Medeiros, afirmou que a reunião foi bastante positiva, onde destacou a participação de representantes da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual, Corpo de Bombeiros, secretários municipais, fiscais da prefeitura e membros da vigilância sanitária.

“Traçamos a estratégia de fiscalização que será implantada a partir de segunda-feira (10) para a maioria dos segmentos e já iniciamos esse trabalho na sexta-feira em alguns setores da cidade, incluindo os bares, restaurantes e praça da alimentação”, disse Redianne Medeiros. Ela pede a colaboração da população de Caicó, dos comerciantes, dos pequenos vendedores e grandes empresários que somem forças com o Município para o bem comum e para que a cidade possa sair o mais rápido de qualquer situação de restrição.

Já o Sub-comandante do 3º DPRE, Capitão Manoel Messias da Costa, confirmou que a reunião foi muita produtiva e enfatizou que a Polícia Rodoviária Estadual dará a sua contribuição na fiscalização nas barreiras sanitárias, com viaturas nas RNs e também em outros setores da cidade.

O Sub-comandante do Corpo de Bombeiros de Caicó, Capitão Lima Verde, salientou que a Corporação também dará apoio na fiscalização das barreiras sanitárias e também na questão das reações dos estabelecimentos que estão descumprindo os decretos estadual e municipal.

A Procuradora Geral do Município, Rosemária Azevedo, espera a conscientização da população em relação ao cumprimento das medidas publicadas no decreto, pois a fiscalização será mais severa e está previsto multa, notificação e condução das pessoas que desobedeçam o decreto e permanecerem no erro. “A gente pede a colaboração de todos para que cumpram as normas do novo decreto e nesses 15 dias possamos conter o avanço do Coronavírus no Município”, afirmou Rosemária Azevedo.