Município de Acari mentiu ao afirmar que vacinou educador físico com registro no CREF?

Quando o Blog do Marcos Dantas recebeu a denúncia de um suposto caso de fura-fila na vacinação contra a Covid-19 em Acari, a primeira coisa feita foi entrar em contato com o prefeito Fernando Bezerra e a coordenadora de vacinação, enfermeira identificada como Ana Letícia.

Tanto o prefeito como a coordenadora confirmaram que o estudante de educação física Davyson Mallone de Medeiros só foi vacinado porque era educador físico e, inclusive registrado no Conselho Regional de Educação Física (CREF). E que além dele mais dois outros educadores físicos, também com registros no mesmo Conselho também foram vacinados.

Versão totalmente divergente da passada pelo Conselho Regional de Educação Física da 16ª Região ao G1, de que o estudante não possui registro como profissional. O CREF disse ainda que não compactua com o uso da profissão para o benefício pessoal e repudia qualquer exercício da profissão sem o devido registro.

Os dois outros educadores vacinados são realmente educadores físicos por formação, e registrados no CREF? 

Resposta enviada pelo Município de Acari ao Blog do Marcos Dantas:

Ao Jornalista Marcos Dantas.

Diante da matéria “Município de Acari mentiu ao afirmar que vacinou educador físico com registro no CREF?”, objetivamente, cumpre-nos registrar que foi informado a então coordenação de vacinação, exercida pela Enfermeira Ana Letícia, os registros, CREF 00349-G/RN, CREF 002012-PJ/RN e CREF 006432-G/RN como vinculados às atividades profissionais de educadores físicos em efetiva atuação.

A Enfermeira Ana Letícia, dispondo de tal informação, a transmitiu para Vossa Senhoria e fez constar nas primeiras declarações que prestou a Prefeitura Municipal sobre o episódio.

Existe um procedimento interno coletando todas as informações a respeito do caso. A vacinação, segundo levantamento inicial, ocorreu em decorrência de uma interpretação, feita pela então coordenação, acerca da Nota Informativa 09/2021 – SESAP onde os profissionais de educação física estão relacionados para imunização em fase posterior aos demais que estão na atuação “linha de frente” COVID, fato já ocorrido, associada à aprovação, no final de março, de um projeto de lei municipal que considera essencial o funcionamento das Academias, reabertas no início da semana por autorização do Governo do Rio Grande do Norte.

É devido, por fim, esclarecer que em Acari, as etapas anteriores, em relação aos profissionais da saúde, foram cumpridas criteriosamente.

Prefeitura Municipal de Acari – Assessoria de Comunicação